Filtros manga e cartucho são os mais utilizados para controlar poluentes atmosféricos
Edição Nº 79 - Março/Abril de 2016 - Ano XIV
Esta notícia já foi visualizada 2797 vezes.
Matéria patrocinada por:


Filtros manga e cartucho são os mais utilizados para controlar poluentes atmosféricos



por Dayane Cristina da Cunha F


Com as normas e exigências ambientais cada vez mais restritas e com a  constante preocupação com questões ambientais torna-se cada vez mais imprescindível para as indústrias o controle das emissões de poluentes atmosféricos. Felizmente, o mercado tem oferecido soluções economicamente viáveis e ambientalmente corretas para solução destes problemas. Para entender um pouco sobre estas soluções, é preciso, no entanto, entender as fontes de poluição. As fontes de emissão de poluentes podem ser as mais variadas possíveis. Pode-se considerar dois tipos básicos de fontes poluição: específicas e múltiplas.As fontes múltiplas podem ser fixas ou móveis, geralmente se dispersam pela comunidade, oferecendo grande dificuldade de serem avaliadas uma a uma. Um exemplo de fonte múltipla são os veículos automotores.As fontes específicas são fixas em determinado território, ocupam na comunidade área relativamente limitada e permitem uma avaliação individual. As indústrias são exemplos de fontes específicas de poluição. Segundo o professor João Carlos Mucciacito, mestre em Tecnologia Ambiental pelo IPT e químico da CETESB, o controle de poluentes atmosféricos é realizado através de equipamentos de alta performance de controle de poluição do ar. Nesses equipamentos são aplicados fenômenos físicos e ou químicos à mistura gasosa que contém os poluentes (impurezas) de forma a separá-los do gás que os transporta. “Os mecanismos a serem aplicados dependerão do tipo e natureza dos poluentes e do tipo de equipamento de controle utilizado”. Mucciacito explica que os equipamentos de controle são classificados em função do estado físico de poluentes a ser considerado e também pela classificação que envolve diversos parâmetros como mecanismos de controle, uso ou não de água ou outro líquido.“Os ciclones são coletores que utilizam primariamente a força centrífuga para a coleta de partículas e são usados em controle de poluição do ar, principalmente como pré-coletores. Devido a sua eficiência baixa para partículas pequenas, o seu uso nesses casos apresenta restrições face à impossibilidade de atender normas de emissão mais exigentes”. Segundo o professor, são utilizados para coleta de material particulado com diâmetro maior que 5µm. Há também os chamados “Multiciclones”, constituídos por um agrupamento de pequenos ciclones da ordem de 25c ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade