Máquinas de boa qualidade para o mercado de filtragem é o diferencial em meio à crise
Edição Nº 81 - Julho/Agosto de 2016 - Ano XV
Esta notícia já foi visualizada 851 vezes.


Máquinas de boa qualidade para o mercado de filtragem é o diferencial em meio à crise



por Dayane Cristina da Cunha F

Toda empresa precisa pensar em vários fatores para o bom desempenho e produtividade. Com o mercado de filtros não é diferente. Indicadores mostram que as grandes empresas investem 5% de seu faturamento em manutenção industrial, setor responsável por oferecer suporte e recursos para que os equipamentos possam produzir com precisão, eficiência e qualidade. 
Para Eduardo Gomes Ferreira, sócio-proprietário da All For Filters, “o processo de compra de um equipamento é um momento de fundamental importância para os resultados financeiros e operacionais de uma empresa”. Para ele, é necessário um estudo apurado do custo benefício, já que um equipamento de qualidade, que geralmente pode ter um investimento inicial alto, pode trazer resultados rápidos, tendo seu valor de investimento recuperado em pouco tempo.
Para Valério Tavares Guimarães, sócio da Filtermaq, “por ser um processo que envolve varias peças e vários tipos de materiais (aços, plásticos, mídias sintéticas, celulose, tnt, etc), as máquinas utilizadas na fabricação de filtros são bem diversificadas. Mas é preciso usar a máquina correta para cada etapa de fabricação, ou a qualidade será comprometida”. 
Mesmo em meio à crise no Brasil, o mercado de filtros tem seu lugar garantido. Para Ferreira, o grande diferencial de uma empresa que continua atendendo o mercado mesmo em momentos de crise é o suporte técnico dado ao cliente durante o desenvolvimento do caderno de encargos do equipamento a ser adquirido e o atendimento pós-venda feito por uma equipe qualificada e com experiência na industrialização de meios filtrantes. 
Compartilha da mesma ideia, o sócio da Filtermaq. Segundo ele, a empresa conta com um quadro de funcionários com bastante experiência na fabricação de máquinas para filtros. Temos máquinas modernas como tornos, fresas, retíficas e centro de usinagem com comando “CNC”. E completa. “Temos ainda um moderno departamento de projetos que consegue simular toda etapa da fabricação de peças, aumentando nossa produtividade”.

Segundo o empresário, a crise econômica causada pela má gestão do Governo Federal, levou os volumes de produção de automóveis aos mesmos níveis de 2006, ou seja, regredimos 10 anos. Esta redução dos níveis de consumo serão sentidos nos próximos cinco anos, indicando que não terem ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade