Características de consumo deve nortear escolha do filtro residencial
Edição Nº 85 - Março/Abril de 2017 - Ano XV
Esta notícia já foi visualizada 4432 vezes.


Características de consumo deve nortear escolha do filtro residencial



por Dayane Cristina da Cunha F

A cada dia, mais pessoas se preocupam com a qualidade da água que consomem. Falar de água filtrada, portanto, é assunto de interesse geral, uma vez que sua utilização é essencial para praticamente tudo no dia-a-dia. 
Diariamente, a água consumida pela população passa por transformações que exigem tratamento químico para conseguir remover as impurezas presentes na água bruta, retirada dos rios.
O princípio dos tratamentos químicos é fazer com que as partículas de “sujeira” se desprendam das partículas da água. Para exemplificar, isto pode ser observado durante a limpeza de uma piscina. Durante este processo, o fundo do local acumula a sujeira devido aos produtos inseridos na água que fazem com que aconteça a decantação.
Outro exemplo é a água armazenada em caixas d’água, que também passam por este processo: devido à água ficar um tempo parada, as partículas de “sujeira” acabam se concentrando no fundo devido a um processo chamado decantação.
Mas além deste processo feito pelas companhias de abastecimento e a simples decantação nas caixas d’água, os consumidores buscam cada dia investir em novos equipamentos, capazes de assegurar mais qualidade à água que consomem. E para atender a esta demanda, existe uma grande quantidade de opções, desde os mais economicamente viáveis até equipamentos de última geração.

 


Um pouco de história
Estudos históricos apontam que há 2 mil a.C, experiências já eram desenvolvidas para deixar a água mais limpa e com boa degustação. As pessoas até então não associavam que a água que bebiam era responsável por muitas doenças da época.
Alguns métodos foram iniciados pelo egípcio Imhotep (a.C 2655 – 2600 a.C), o primeiro homem na história humana que estudou a medicina. Várias formas foram desenvolvidas, desde a fervura da água, ou a própria água colocada em recipientes de metal quente, até a filtragem na areia e carvão bruto.
Séculos mais tarde Hipócrates (460 a.C – 370 a.C), o famoso “pai da medicina”, iniciou seus estudos na purificação da água e criou seu próprio purificador para tratar seus pacientes com água mais limpa.
Sua criação foi conhecida como “luva ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade


+55 11 4475-5679 | 11 97140-7485

© 2001 - 2017 Todos os direitos reservados | By L3ppm