No Coração da Mata Atlântica, empresa tratou mais de 630 milhões de litros de água contaminada com óleo
Edição Nº 85 - Março/Abril de 2017 - Ano XV
Esta notícia já foi visualizada 2980 vezes.


No Coração da Mata Atlântica, empresa tratou mais de 630 milhões de litros de água contaminada com óleo




Há tempos a preservação do meio ambiente - desde a manutenção dos recursos naturais até a não-poluição do planeta - são pautas de extrema importância em todas as esferas governamentais e empresariais, principalmente quando se fala em água ou em petróleo e seus derivados.
Focando a relação de consumo e preservação entre água e óleo, sabe-se que um litro de óleo lubrificante pode contaminar um milhão de litros de água. Isso significa que 1.000 litros desse óleo podem destruir uma estação de tratamento de água para 50 mil habitantes.
Diante desse cenário, quando a vertente sócioambiental ainda não era pauta dos assuntos corporativos, o químico David Siqueira de Andrade decidiu empreender de forma inovadora e sustentável criando a Supply Service, empresa de coleta, tratamento e descarte de água e resíduos contaminados com óleo. Há 25 anos tendo sua sede principal instalada no coração da Mata Atlântica, na cidade de Tapiraí/SP, a Supply Service é pioneira no segmento e uma das principais empresas responsáveis por contribuir positivamente com a logística reversa prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos, tendo como principais clientes Indústrias e Postos de Combustíveis.
Os números impressionam e ilustram bem o trabalho realizado. Até final de 2016, 634 milhões de litros de efluentes (água mais óleo) tratados, cerca de 89 milhões de quilos de resíduos sólidos classe I destinados ao coprocessamento em cimenteiras, 40 milhões de litros de óleo lubrificante destinados à reciclagem, mais de 7.200 toneladas de plásticos e metais reciclados.
Com relação a água, para ter uma comparação, se cada metro cúbico tratado pela Supply Service fosse empilhado um em cima do outro poderiam ser erguidas cinco pilhas do tamanho do monte Everest a maior montanha do mundo. 
Fato que passa despercebido pela população diz respeito ao óleo do motor dos automóveis. Embora seja imprescindível para o bom funcionamento do veículo, o óleo lubrificante pode se tornar um grande vilão para o meio ambiente se não for corretamente destinado após a troca.  Considerando que somente a frota da cidade de São Paulo está estimada em mais de 8 milhões de veículos segundo o DETRAN, são cerca de 24 milhões de litros de óleo utilizados, o que daria para encher, praticamente, nove piscinas olímpicas.
Por isso, é importante d ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade