Gestão de resíduos sólidos em navios de cruzeiro
Edição Nº 86 - Maio/Junho de 2017 - Ano XVI
Esta notícia já foi visualizada 4443 vezes.


Gestão de resíduos sólidos em navios de cruzeiro



por Andressa de Oliveira Melo



Identifica-se o crescente desenvolvimento do turismo marítimo no Brasil que, visando a atender às demandas, aumenta o número de navios de cruzeiro em circulação e a frequência de viagens. Consequentemente, as ameaças devido à geração de resíduos dos navios se tornam mais agravantes nos aspectos ambientais, como a poluição das águas oceânicas, caso decorra ao mau gerenciamento dos mesmos.
Dessa forma, este estudo possuiu como principal finalidade compreender como é realizada a logística para o gerenciamento de resíduos sólidos em navios de cruzeiro, com foco na análise dos resíduos secos.
De acordo com o IPEA (2012), a situação do gerenciamento dos resíduos sólidos ainda não está totalmente regulamentada, estando em elaboração desde 2011 um Programa de Conformidade do Gerenciamento de Resíduos Sólidos e Efluentes Líquidos nos Portos Marítimos Brasileiros, sob a responsabilidade do órgão IVIG (Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais), cujo principal objetivo é a criação de um sistema de coleta seletiva, a ser implantado em todos os portos brasileiros de maneira eficiente. 
Os navios de cruzeiro, devido suas opções de lazer, porte, qualidade e conforto, podem ser considerado, segundo Amaral (2006), um resort flutuante. Abordo desses navios os hóspedes podem desfrutar de diversas atividades, como shows, bares, restaurantes, cinema, dentre muitas outras. Além do aspecto do transporte, pois assim como um avião, por exemplo, os navios transportam os passageiros e geralmente fazem paradas ao longo da viagem, o que proporciona ainda mais lazer aos mesmos, que podem desembarcar e desfrutar mais de perto da cidade em que se encontra. A capacidade de um navio de cruzeiro pode variar entre 2000 e 5000 passageiros.
A grande procura por esse tipo de passeio turístico atualmente tem demandado das indústrias marítimas maiores aperfeiçoamentos de suas embarcações, o que torna os navios de cruzeiros cada vez mais luxuosos e, do ponto de vista ambiental, com uma consequentemente maior produção de resíduos, se tornando uma preocupação ambiental.

Navios de cruzeiro 
Estudos apresentados pelo Caderno Virtual de Turismos em 2004 mostraram o crescimento da demanda por lazer nos últim ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade