Análises laboratoriais e os sistemas de filtragem
Edição Nº 87 - Julho/Agosto de 2017 - Ano XVI
Esta notícia já foi visualizada 287 vezes.


Análises laboratoriais e os sistemas de filtragem



por Carla Legner

A água por ser um solvente universal, reage com tudo que ela entra em contato: suspende as partículas de areia, absorve os minerais das rochas, arrasta e dissolve os resíduos animais e os pesticidas da lavoura de vegetais, e tudo isso vira um caldo de nutrientes que pode causar o crescimento de vários microrganismos, que por sua vez também podem liberar compostos na água. 
Luiz Fontes, especialista de aplicação da Merck explica que existem cinco grupos principais de contaminantes presentes na água: Partículas - rígidas ou moles (colóides) em suspensão; Compostos inorgânicos – todos os sais e íons dissolvidos na água, tais como cloro, flúor, ferro, etc; Compostos orgânicos, que são geralmente provenientes de decomposição de seres vivos em geral, resíduos domésticos, industriais e agrícolas, detergentes e óleos, etc; Gases - na forma de bolhas e microbolhas que podem reagir com os demais compostos e gerar outros, e Microrganismos -  como vírus, fungos e bactérias e seus subprodutos liberados na água.
Desta forma, a água que é utilizada diariamente do sistema de abastecimento não é apropriada para ser utilizada em aplicações que exigem grau de maior pureza como, por exemplo, na produção de medicamentos e produtos químicos específicos, alguns componentes eletrônicos, sistemas de refrigeração, em laboratórios e clínicas para realização de testes e exames, entre outras. 
As análises e testes realizados em nível laboratorial em sua grande maioria necessitam da água para execução destes procedimentos, o que requer altas tecnologias de filtragem e retirada de compostos indesejáveis. A água que utilizamos no dia-a-dia de nossas casas, por mais bem tratada que seja, não pode ser utilizada em laboratórios. Devido a presença de alguns contaminantes químicos e/ou microbiológicos seu uso pode danificar ou apresentar resultados imprecisos e incoerentes a análise realizada. 
Para cada aplicação em que a água pura for utilizada, há exigências a serem cumpridas e é importante usar a qualidade de água correta. Para escolher o sistema de água pura de forma acertada para um laboratório ou clínica, por exemplo, deve-se analisar a qualidade e volume da água, o nível de certificação, entre outros itens. As clínicas ou laboratórios precisam contar co ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade