Filtros de cabine preservam a eficiência do veículo e a saúde do condutor
Edição Nº 87 - Julho/Agosto de 2017 - Ano XVI
Esta notícia já foi visualizada 4480 vezes.


Filtros de cabine preservam a eficiência do veículo e a saúde do condutor



por Suzana Sakai

Nas últimas décadas, os veículos evoluíram tanto em desempenho, quanto em conforto para condutores e passageiros. Hoje, o ar-condicionado, por exemplo, não é mais um item limitado apenas a carros de luxo, mas sim um opcional presente em diversos veículos populares. Neste contexto de evolução, os filtros de cabine ganham um papel de destaque. 
Os filtros de cabine são produzidos com fibras carregadas eletrostaticamente. De um lado, suas camadas contam com um pré-filtro, capaz de reter as partículas maiores. Do lado oposto, possui uma camada de proteção que evita qualquer dano ao filtro. Essa união proporciona à estrutura do filtro um aumento da densidade do lado limpo da peça. “Combinando a filtragem mecânica com a força magnética, um filtro de cabine é capaz de reter quase 100% das partículas nocivas ao ser humano. Com o auxílio do carvão ativado, também impede a passagem de gases poluentes e odores, melhorando a qualidade do ar dentro do veículo e, consequentemente, o conforto dos ocupantes”, explica Ronilso Toledo, supervisor de Assistência Técnica da Sogefi. 
Também conhecido como filtro de ar-condicionado, o equipamento tem como principal função reter partículas e até mesmo gases tóxicos, preservando a saúde dos passageiros e garantindo a eficiência do veículo. “O ar possui diversos poluentes como ácaros, gases, fuligem, pólen, sujeira, odores e etc. que podem causar problemas a saúde como alergia, sinusite, rinite entre outras. A função do filtro de cabine é filtrar o ar externo, que é aspirado pelo sistema de ar do veículo, purificando o ar interno que circula no interior do veículo. Os filtros de cabine são utilizados praticamente em todos os veículos fabricados a partir do ano 2000. São exemplos de utilização veículos de passeio, utilitários, caminhões, colheitadeiras, tratores e ônibus”, explica Sergio Gazarini, diretor comercial da Seineca. 
No passado, o filtro de cabine era conhecido como filtro de pólen, pois muitas pessoas, principalmente no hemisfério norte têm alergia a esse elemento. Hoje, além do filtro de cabine comum, também há no mercado o filtro de cabine de carvão ativado. “Atualmente, a maioria dos veículos por apresentarem sistemas de ar-condicionado passaram a receber o filtro dentro do sistema por este motivo. Além de preservar o sistema do ar-con ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade