Mercado de Filtros movimenta Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços
Edição Nº 87 - Julho/Agosto de 2017 - Ano XVI
Esta notícia já foi visualizada 4437 vezes.


Mercado de Filtros movimenta Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços



por Dayane Cristina da Cunha F
Com o consumidor apertando o cinto e deixando de comprar carros novos, o mercado de autopeças tem ganhado cada vez mais espaço, como mostrou a 13ª Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviço, que teve a participação de diversas empresas do setor de filtração. A Automec é a principal plataforma de negócios da América Latina voltada à indústria da reposição e reparação automotiva para veículos leves, pesados e comerciais. Segundo organizadores, 74 mil visitantes viram as novidades, comprovando o reaquecimento do mercado.
De acordo com Paulo Octavio Pereira de Almeida, vice-presidente da Reed Exhibitions, organizadora do evento, as marcas que apostaram na feira comemoraram os números positivos no balanço final. A exposição, que foi dividida em setores como acessórios e customização, reparação e manutenção, serviços e TI, contou com marcas que fizeram negócios com compradores de muitos países e estão movimentando o mercado até agora. Durante o evento, foram realizadas reuniões com a participação de expositores e compradores.  
“A Automec 2017 promoveu um excelente ambiente de negócios com público qualificado. Está muito profissional e é possível sentir o otimismo”, afirmou Sergio Montagnoli, diretor de marketing e vendas da Nakata. 
Na mesma linha, o vice-presidente da divisão Automotive Aftermarket da Robert Bosch para a América Latina, Delfim Calixto, afirmou que o clima positivo favoreceu as perspectivas de crescimento dos negócios de reposição automotiva para este ano. “Desde o primeiro dia da Feira foi possível concretizar negócios”, revelou. 
Leandro Lara, diretor de eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado, avaliou o otimismo dos participantes. “A conjuntura do país, que apesar de atravessar um período de baixo desempenho econômico, têm tido importante crescimento no segmento de reposição e reparação automotiva. De um modo geral, as pessoas não podem comprar um zero quilômetro, mas precisam cuidar da manutenção e do reparo do seu veículo atual, e isso impulsiona as vendas no segmento”. 
Os números confirmam a avaliação de Lara. O mercado de reposição, que abrange uma cadeia composta por fabricantes, distribuidores, varejo e oficinas, cresce em média 4,8% ao ano. Segundo dados do Grupo de Manutenção Automotiva (GMA), o mercado deve movimentar R$ 121 bilhões este ano, podendo chegar a R$ 142 bilhões até 2020. O GMA é composto por diversos sindicatos e associações. ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade