Filtros nos veículos utilitários
Edição Nº 94 - Setembro/Outubro de 2018 - Ano XVII
Esta notícia já foi visualizada 2931 vezes.


Filtros nos veículos utilitários



por Cristiane Rubim

Os utilitários são considerados veículos mistos, pela sua versatilidade de uso, porque têm a capacidade de transportar cargas (objetos) e pessoas – mais de seis pessoas – com fins comerciais ou não, sem precisar de compartimento externo, conhecido como caçamba. “Sua carroceria mais alta e robusta permite ao motorista uma condução com mais controle, maior campo de visão das vias e maior aproveitamento do espaço interno, além de mais conforto aos passageiros” – explica André Gonçalves, consultor técnico da Mann-Filter.
Os carros de passeio fazem apenas o transporte de pessoas, com fins comerciais ou não, são focados menos na carga e não têm outras utilidades. Gonçalves destaca que as diferenças entre veículos de passeio e utilitários estão na altura do solo, no espaço interno – passageiros e porta-malas – na robustez para enfrentar alguns tipos de terrenos acidentados devido aos pneus mais altos e nas suspensões mais resistentes.
“Os tipos mais comuns de utilitários são as caminhonetes que carregam cargas, apesar de estarem competindo lado a lado com veículos fechados, a exemplo das SW4s” – ressalta Ricardo Yuso Hiratzuka, engenheiro técnico da Seineca. Outros exemplos são veículos comerciais leves: picapes médias e pequenas, furgonetas, furgões e vans, que transportam passageiros. E também os utilitários esportivos, como os SUVs e jipes. Alexandre Pachalian, da Sogefi Filtration do Brasil, cita alguns utilitários atuais conhecidos - Fiorino Furgão, Nissan Kicks, Citroën AirCross, Honda HR-V, Jeep Renegade, Ford EcoSport, entre outros. 

Melhor rodagem e vida útil 
Os veículos utilitários usam os mesmos tipos de filtros que os carros de passeio: de ar, combustível, óleo e cabine (ar-condicionado). “Os veículos utilitários utilizam os mesmos filtros dos veículos de passeio, mas com características e capacidade diferentes para os diferentes modelos e fabricantes, pois cada um deles possui especificações próprias que atendem à legislação para cada aplicação” – esclarece Marcio José Cirino, gerente de desenvolvimento de mercado da Parker Hannifin.


Não existem diferenças do ponto de vista conceitual ou de funciona ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade