Filtros e purificadores, investimento em sofisticação
Edição Nº 96 - Janeiro/Fevereiro de 2019 - Ano XVII
Esta notícia já foi visualizada 11728 vezes.


Filtros e purificadores, investimento em sofisticação



por Renata Pachione

A indústria de filtros e purificadores evoluiu a olhos vistos ao longo dos anos. Diversificado, este mercado dispõe de um extenso leque de sistemas de filtragem. Os tradicionais filtros de barro parecem ter ficado definitivamente em um passado longínquo. Até porque hoje não basta que os aparelhos assegurem melhorias na qualidade da água. É preciso ir além. Por isso, os novos desenvolvimentos refletem a crescente demanda do consumidor ávido por designs arrojados e novas tecnologias; além de apostarem em recursos que lhes garantam praticidade com rápida instalação e fácil manutenção. 
“Por muitos anos, os filtros eram caracterizados apenas por modelos compostos de carcaça e tampa, com elemento filtrante interno” – comenta Francielle Arenhardt, do departamento de marketing da Hidrofiltros. Hoje o cenário é muito diferente. O setor comporta filtros e purificadores com sistemas de engate rápido, aplicáveis a torneiras, paredes, bancadas e sob a pia, entre outros; além de modelos portáteis, tais como jarras purificadoras. Em outras palavras, os fabricantes oferecem soluções das mais variadas para todos os tipos de demanda e poder aquisitivo. A tecnologia empregada também avançou. Alguns aparelhos apresentam função bacteriológica, ou seja, são capazes de eliminar vírus e bactérias da água. Isso sem contar os produtos alcalinos, isto é, elementos filtrantes que além de equilibrar o PH da água, conseguem elevá-lo. 

Filtro x Purificador
Quando se fala das diferenças entre um filtro e um purificador, há várias questões a serem consideradas. Paulo Sergio Galina, gerente de marketing da Lorenzetti, explica que segundo a norma técnica brasileira não há diferenças entre purificadores e filtros de água. Ambos são considerados produtos para melhoria da qualidade da água. “Tanto filtros quanto purificadores tornam a água pura, cristalina, sem gosto e odor” – comenta o gerente. 
Os purificadores e filtros de água mais comuns encontrados no mercado são os de pressão. Esses filtros retêm partículas sólidas, como barro e ferrugem. Além disso, eles eliminam o excesso de cloro, gostos e odores desagradáveis da água, e ainda realizam o controle do nível microbiológico. Existem também os filtros de gravidade. Nesse caso, a filtragem se dá naturalmente, sem utilização de q ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade