Edição Nº 99 - Julho/Agosto de 2019 - Ano XVIII
7209 visualizações
Otimização do projeto de filtro de manga para aplicação em uma indústria de celulose


Otimização do projeto de filtro de manga para aplicação em uma indústria de celulose



por Amanda Dal Magro de Lemos Paim e Luciano Peske Ceron
A celulose é um importante insumo para a fabricação de papéis, plásticos e filmes. A indústria de papel e celulose manipula esse insumo para produção de embalagens, cartolinas, produtos com fins sanitários e papéis para impressão (ARAÚJO et al., 2018).
Esse setor contribui para o crescimento econômico do Brasil mesmo num período de instabilidade política e recessão do PIB (IBÁ, 2017). Em 2016, o Brasil aumentou a produção de celulose em 8,1% em comparação com o ano anterior, o que colocou o país em destaque como segundo maior produtor de celulose do mundo. O principal destino da celulose produzida no Brasil é o mercado internacional, tendo movimentado 12,9 milhões de toneladas de celulose em 2016 (IBÁ, 2017). O principal fator que destaca o Brasil no mercado externo é o baixo preço da celulose em comparação com outros países. Em 2015, o preço da celulose brasileira foi classificado como 20% abaixo da média mundial (ARAÚJO et al., 2018). No segmento de papel, o Brasil se destaca no mercado interno com produção de 10,3 milhões de toneladas em 2016. A cadeia produtiva do setor inclui florestamento e abatimento da madeira, produção de papel e celulose, produção e consumo de energia, comércio, reciclagem do papel, e transporte (OSÓRIO, 2007).
A interpretação da projeção de mercado é que a indústria de papel e celulose está avançando e não há perspectivas de redução de consumo tanto no mercado interno quanto externo. Portanto, é preciso ficar atento aos impactos ambientais que o processo de produção de papel e celulose podem fomentar. Essas indústrias buscam cada vez mais tecnologias para controle das emissões de poluentes e uma forma de garantir a quantidade exigida pela legislação é através do uso de filtros de mangas nos pontos de emissão de particulados. As emissões atmosféricas mais significativas na produção industrial de papel e celulose estão associadas ao método de produção Kraft. Os principais poluentes gerados neste processo e passíveis de controle são os particulados finos, compostos de enxofre reduzido total (TRS), óxidos de nitrogênio e de enxofre (SOx, NOx), compostos orgânicos voláteis (VOC), e quando utilizados no branqueamento, cloro e dióxido de cloro (MIELI, 2007).
O controle e redução da emissão atmosférica de particulados é essencial para uma indústria de papel e celulose visto que há alta geração de pó no processo produtivo. O objetivo deste trabalho é otimizar as condições de projeto de um filtro de mangas. ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade