Edição Nº 100 - Setembro/Outubro de 2019 - Ano XVIII
2149 visualizações
Catalisador de automóveis une tecnologia e preocupação ambiental


Catalisador de automóveis une tecnologia e preocupação ambiental



por Stephanie Manchado
O catalisador automotivo, tecnicamente chamado de conversor catalítico, é uma das principais inovações tecnológicas que contribuem com o meio ambiente. Essencial para a diminuição da poluição atmosférica, esta peça compõe o sistema de escapamento dos automóveis e pode reduzir a emissão de gases poluentes em cerca de 95% a 98%.
Segundo dados de 2018 do Instituto Brasileiro
de Geografia e Estatística (IBGE), o país possui mais de 100 milhões de veículos, sendo que os automóveis correspondem a mais da metade (54 milhões de unidades). Neste cenário, a quantidade de gases poluentes que não são mais lançados na atmosfera, devido ao uso de catalisador, é muito grande. Com esta tecnologia, os veículos podem poluir cerca de cinco vezes menos.
Sem o uso dos catalisadores, a população estará exposta a uma enorme quantidade de gases poluentes, como o monóxido de carbono (CO), e terá uma incidência maior de problemas de saúde, principalmente relacionados ao sistema respiratório. Rinite alérgica, bronquite, espirros e até irritação nos olhos podem ser alguns dos sintomas causados por este tipo de poluição.
É no sistema de escapamento dos veículos que está localizado o catalisador. Esta peça situa-se logo após o coletor de gases do escape, próximo ao motor. As substâncias emitidas por um veículo são altamente nocivas sem a tecnologia do catalisador. “O gás de exaustão veicular possui vários gases tóxicos em sua composição, sendo os principais: monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e hidrocarbonetos (HC). Ao atravessar o catalisador automotivo instalado no escapamento do veículo, esses gases tóxicos são convertidos em vapores não tóxicos: nitrogênio (N2), dióxido de carbono (CO2) e vapor d’água” - explica Miguel Zoca, gerente sênior de aplicação do produto da Umicore.
Peça composta por um núcleo cerâmico ou metálico, o catalisador produz em seu interior reações químicas que fazem a transformação dos gases tóxicos para substâncias inócuas, como afirma a gerente comercial da OG Sistemas de Exaustão, Maria Lúcia Gravena.

 


Esta transformação dos gases produzidos por motores a combustão movidos a gasolina e etanol é fundamental para que os transportes não sejam ainda mais prejudiciais ao meio ambiente. Como já citado, grande parte dos gases poluentes, antes l ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade