Edição Nº 101 - Novembro/Dezembro de 2019 - Ano XVIII
1148 visualizações
Sistemas para aproveitamento de água de chuva


Sistemas para aproveitamento de água de chuva



por Carla Legner

 

Em tempos de crise, aproveitar água da chuva, assim como reusar o esgoto tratado são novas realidades no Brasil. Atualmente é possível, inclusive, utilizar os dois sistemas em conjunto, de maneira a melhorar, e muito, a eficiência hídrica de um empreendimento, seja residencial, comercial ou industrial.
Existe, hoje, diversos sistemas de aproveitamento de água de chuva no mercado, mas em primeiro lugar é preciso entender o que são, para que servem e como se classificam esses sistemas. De acordo com a norma 15527 da ABNT, que se aplica para o setor, entende-se como água de chuva a água resultante de precipitações atmosféricas coletada em coberturas e telhados, onde não haja circulação de pessoas, veículos ou animais, sempre para uso não potável.
Ainda de acordo com a norma vigente, os aproveitamentos permitidos são em sistema de resfriamento de água, comuns em prédios com torre, com ar condicionado; descarga de bacias sanitárias e mictórios; lavagem de veículos e pisos; reserva técnica de incêndio; uso ornamental, como em fontes, chafariz e lagos; e para irrigação paisagística.
De acordo com Sergio Kochen, representante da Reuságua, sendo mais comum o uso em paisagismo e lavagem de piso.

 


“É um erro muito comum as pessoas acharem que qualquer água de chuva pode ser aproveitada, somente as de cobertura podem e devem ser utilizadas, pois são mais limpas. Apesar dessa água não ser para consumo, pode haver o contato com a pele, desta forma, é recomendado ainda sua desinfecção, que pode ser feita por meio de cloro, ozônio ou ultravioleta, matando completamente qualquer bactéria” - completa Kochen.
Existem duas vertentes quando o assunto é aproveitamento de água da chuva. A primeira delas trata dos sistemas aéreos, que podem ser distribuídos em diversos pontos do imóvel armazenando um volume considerável de água, e a segunda são as cisternas. Em relação a tubulação, no caso da água de chuva, o cano deve ser de cor lilás, para diferenciar. Lembrando que esse sistema deve ser sempre independente e em hipótese nenhuma ter conexão cruzada com qualquer outro cano.
Sibylle Muller, engenheira da AcquaBrasilis, explica que captação de água de chuva po ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade