Edição Nº 102 - Janeiro/Fevereiro de 2020 - Ano XVIII
80 visualizações
Gestão Empresarial: um processo de aprendizado contínuo


Gestão Empresarial: um processo de aprendizado contínuo



por Loredana Lacava Andraus

Vemos com certa apreensão que algumas instituições de ensino, quando abordam o tema da administração são muito rasas em relação às atividades relevantes para o gerenciamento de uma empresa. Em nosso entender, desde o ensino fundamental, as escolas ao seu modo deveriam começar a instruir as crianças sobre assuntos como empreendedorismo, gestão, liderança, administração do próprio tempo, comunicação e sobre as condições do autodidatismo, como complemento a sua formação profissional.
O tema ‘gestão de negócios’, para diversas pessoas, é visto como algo não interessante, porque entendem que se trata de uma atividade chata, entediante, monótona ou cansativa. Muito disso está atrelado ao pensamento de que gestão diz respeito apenas ao setor financeiro da empresa, aos valores do dinheiro, gastos, lucros e outros indicadores numéricos. Na verdade, a gestão de negócios na prática é muito maior do que apenas ler e interpretar números.
Para o bom gerenciamento de um negócio existem alguns pilares essenciais, que são as finanças, vendas e a gestão de pessoas, e uma sem a outra, acaba como uma engrenagem que não funciona. Saber gerir o dinheiro de forma correta é imprescindível! Não se pode misturar dinheiro pessoal com os recursos da empresa e infelizmente isso ocorre frequentemente no mercado. É necessária disciplina quanto à forma de divisão do dinheiro entre o empresário e empresa.
A área comercial, claramente, está entre atividades que necessitam de grande atenção, porque é ela que traz os lucros para a empresa e garante sua sobrevivência. Investir tempo apenas nos controles financeiros e operacionais, não garantem sua permanência no mercado! É preciso vender!
A gestão de pessoas, é outro pilar que se tornou uma das atividades mais importantes na administração moderna, porque toda empresa é constituída de indivíduos, colaborador é que torna nossos negócios possíveis. Todo negócio é feito de pessoas e para pessoas! Sem elas só há força de vontade!
Existem muitas teorias sobre gestão que são explicadas em milhares de salas de aula pelo mundo inteiro, no entanto, é possível aprender bastante além dos estudos, bastando, observar, se informar, praticar e aplicar, conquistando a experiência necessária para adquirir autoridade no assunto. Logo, é insuficiente que se estude apenas teorias nas escolas e não as aplique no cotidiano empresarial. É preciso “skin in the game”, colocar a própria pele em jogo!
Por isso, as experiência ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade