Edição Nº 103 - Março/Abril de 2020 - Ano XVIII
8905 visualizações
Dessalinização para fornecer água tratada vai ganhar importância para as grandes cidades


Dessalinização para fornecer água tratada vai ganhar importância para as grandes cidades



por Stephanie Manchado

 

A dessalinização para o abastecimento de grandes cidades é um assunto de destaque nos dias de hoje. A escassez de águas em regiões secas, a contaminação de mananciais e diversos problemas relacionados à falta de água para o consumo humano e para atividades inerentes à sociedade são alguns motivos pelos quais o processo de dessalinização ganha destaque no mercado.
Apesar de três quartos do planeta Terra ser água, apenas cerca de 3% é potável. “Hoje, 700 milhões de pessoas no mundo inteiro não têm acesso à água potável. A projeção é de que, até 2030, 3,9 bilhões de seres humanos conviverão com o problema de escassez de água. A dessalinização e o reúso da água são alternativas para a ampliação da matriz hídrica” – explica Frederico Lagreca, diretor comercial da Suez Brasil.
As cidades litorâneas são as que possuem, normalmente, maior viabilidade econômica e logística para a instalação de plantas de dessalinização. Contudo, a localização geográfica não é um fator decisivo. A Suez, empresa de origem francesa, construiu duas plantas de dessalinização na Austrália, em Melbourne e Perth, que têm como objetivo fornecer água em períodos de seca. Atualmente, a empresa está desenvolvendo a maior planta de dessalinização das Américas, localizada em Rosarito, no México.
Luiz Abrahão, gerente de aplicação e otimização da Veolia, aponta uma outra perspectiva sobre este procedimento no Brasil ao dizer que “antes de se pensar em dessalinização para o abastecimento de água nas grandes cidades, é consenso que há muito que melhorar nos sistemas atuais de coleta, tratamento e distribuição dos sistemas de água potável e esgoto doméstico visando, com isso, reduzir o alto índice de perdas de água potável, diminuição infiltrações, melhoria da qualidade dos corpos d’água, etc”.
Contudo, a perspectiva de uma possível escassez no futuro faz com que seja necessário se pensar em diversas alternativas de abastecimento, que podem ser implementadas isoladamente ou em conjunto com outro tipo de tecnologia. A combinação de métodos de tratamento de água e de dessalinização pode ser a escolha ideal em alguns casos. “Tecnologias para tal solução já existem no mercado e estão mais do que comprovadas em bons exemplos de plantas de água de reúso e dessalinização da água do mar em operação espalhadas em diversas partes do mundo” – ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade