Publicidade
MEIO FILTRANTE - Consumo de gás natural na indústria confirma recuperação, com alta de 8% em março frente aos números de 2016

Esta notícia já foi visualizada 224 vezes.

Consumo de gás natural na indústria confirma recuperação, com alta de 8% em março frente aos números de 2016

Data:31/5/2017

Consumo total tem crescimento de 3,9% em março frente a fevereiro

O consumo de gás natural no País teve crescimento de 3,9% em março ante fevereiro. No terceiro mês do ano foram consumidos 56,05 milhões de metros cúbicos/dia de gás natural frente aos 53,93 milhões de metros cúbicos/dia registrados em fevereiro. Na comparação com março de 2016, a retração foi de 1,9%. O destaque é a alta do consumo da indústria, 7,2% acima do observado em fevereiro e 8% superior ao do mesmo período de 2016.

As informações fazem parte de levantamento estatístico da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), feito com concessionárias em 20 estados, reunindo dados em diversos segmentos: residencial, comercial e automotivo, entre outros.

“Novamente o segmento industrial apresenta crescimento no consumo de gás natural, inclusive no comparativo com os resultados de 12 meses atrás. É um movimento que indica uma certa recuperação na economia brasileira”, explica Augusto Salomon, presidente executivo da Abegás.

De acordo com o presidente da Abegás, o setor vê com entusiasmo e esperança a permanência de Fernando Coelho como ministro de Minas e Energia. “Acreditamos em reformas que venham trazer a verdadeira expansão do gás natural na matriz energética brasileira, com respeito aos contratos e incentivo claro para os investimentos”, diz Salomon.

Resultados por segmento

O consumo de Gás Natural Veicular (GNV) apresentou crescimento de 7,9% em março relação ao mesmo período do ano anterior. No comparativo com o mês de fevereiro, a queda foi de 1,9%. O acumulado do trimestre indica crescimento de 10,3%.

No segmento residencial, o consumo caiu 3,8% em março frente a fevereiro e 4,2% na comparação com março de 2016. O acumulado do trimestre indica leve alta de 1,3%.

O segmento comercial também apresentou redução de consumo: 5,3% ante os números de fevereiro e de 12,1% em relação a março de 2016. O resultado trimestral foi 6,89% abaixo do registrado no período em 2016.

A cogeração teve retração de 6,5% (março ante fevereiro) e de 6,8% (frente a março de 2016). Já a geração elétrica a gás natural apresentou alta de 6,1% em março frente a fevereiro e queda de 4,2% na comparação com março de 2016.

Destaques de consumo nas regiões em março/2017 ante fevereiro/2017

Centro-Oeste – Alta de 18,5% no segmento automotivo.
Nordeste – Crescimento de 33,7% no segmento industrial.
Norte – Aumento de 5,5% no segmento comercial e de 4,8% no industrial.
Sudeste – Avanço de 19,2% em geração elétrica e de 2,2% no segmento industrial
Sul – Crescimento de 17,8% no segmento residencial e de 9,2% no comercial.


Fonte: Abegás/www.energia.sp.gov.br

Comentários desta notícia

Publicidade