Publicidade
MEIO FILTRANTE - Polomex busca liderança no mercado de ônibus no México

Esta notícia já foi visualizada 170 vezes.

Polomex busca liderança no mercado de ônibus no México

Data:1/6/2017

Joint venture de Marcopolo e Daimler projeta participação de 30% até 2020

REDAÇÃO AB

A Polomex trabalha com a projeção ambiciosa de alcançar a liderança do mercado mexicano até 2020, registrando o equivalente a 30% de participação. A empresa, uma joint venture entre a Marcopolo e a Daimler Buses para a produção de ônibus no México projeta seus números baseada no bom resultado de crescimento registrado nos primeiros meses do ano: de janeiro a março, a produção mais que dobrou na comparação anual, passando de 127 unidades em 2016 para 440 neste ano, de acordo com os últimos dados divulgados pela Marcopolo em seu balanço trimestral. Em 2016, a Polomex ficou na vice-liderança geral do mercado mexicano, com 1.203 unidades vendidas. Para este ano, prevê a venda de 2 mil ônibus.

“Há muitos negócios surgindo nos sistemas BRTs, tanto novos quanto expansão dos atuais projetos planejados para o ano, como Querétaro, León, Tijuana, Puebla, CDMX, Guadalajara e Monterrey. Também existe a possibilidade de inclusão de ônibus movidos a gás nesses sistemas”, afirma o diretor-geral da Polomex, Paulo Andrade.

Para atingir sua meta, a empresa está ampliando seu portfólio com produção local: ao longo do ano passado introduziu em sua fábrica de Monterrey os rodoviários Marcopolo MP 180 MX, MP 135 MX, MP 120 MX, MP 105 MX, MP 70 MX e o urbano Marcopolo MP 60, além dos tradicionais Torino e o Boxer com novo design. Outro aspecto é que a produção de ônibus com diferentes marcas de chassis (a Polomex atende chassis da Daimler e de outras montadoras) representou 63% dos negócios. “No que diz respeito ao potencial de mercado, o México é o segundo maior da América Latina na produção de ônibus, atrás apenas do Brasil, e temos capacidade para produzir 4,5 mil unidades/ano na planta de Monterrey”, diz o executivo.

O plano é ampliar a presença nos dois segmentos: no rodoviário, o crescimento pode ser impulsionado pela tendência do mercado com a adoção dos modelos de ônibus de dois pisos (double decker), como o MP 180. “Este ano, vamos vender quase 150 unidades do MP 180, um fato histórico, pois nunca havíamos passado de 50 unidades em um ano. Além disso, devemos produzir cerca de 170 ônibus MP 135, o nosso modelo mais vendido”, completa Andrade.

As exportações também são alvo da empresa, que atualmente atende quase que exclusivamente o mercado mexicano. Sua intenção é explorar os mercados próximos do México, conforme as condições internacionais de competitividade.


Fonte: www.automotivebusiness.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade