Publicidade
MEIO FILTRANTE - Exportações de veículos alcançam patamar histórico

Esta notícia já foi visualizada 125 vezes.

Exportações de veículos alcançam patamar histórico

Data:7/6/2017

Montadoras venderam 307,5 mil unidades em outros mercados até maio

GIOVANNA RIATO, AB


A crise que derrubou as vendas no mercado interno deve deixar um legado importante para a indústria: a maior participação das exportações de veículos nos negócios das montadoras instaladas no Brasil.

De janeiro a maio de 2017 foram vendidas 307,5 mil unidades nacionais a outros mercados, com expressiva alta de 61,8% sobre os mesmos cinco meses do ano passado.

Só em maio foram exportados 73,4 mil veículos, com aumento de 21% sobre abril e de 51,1% na comparação com o mesmo período de 2016.
 

O volume, além de representar mais um recorde, eleva a importância dos negócios internacionais, que já respondem por 29,6% da produção local de veículos. Este porcentual era de apenas 13,7% em 2012, quando a demanda interna brasileira chegou ao seu melhor volume histórico, ocupando quase toda a capacidade produtiva das montadoras. “Agora as empresas estão fazendo grande esforço para avançar em outros mercados. Este número é resultado disso”, aponta Antonio Megale, presidente da Anfavea, associação que reúne os fabricantes de veículos e divulgou os números na terça-feira, 6. 

Os maiores clientes nacionais estão hoje na América Latina, conta. A demanda total da Argentina, maior mercado do Brasil, segue em expansão e deve ficar entre 800 mil e 900 mil unidades este ano, com boa parte deste volume importado do Brasil. “O interessante eles continuam como o principal destino das nossas exportações, mas perdendo participação por causa do aumento do peso de outros países”, destaca Megale. 

Ele cita Chile, Uruguai e Colômbia, regiões onde a indústria nacional incrementou bastante a presença. “Isso deve melhorar ainda mais ao longo do ano, quando o acordo automotivo entrar em vigor”, diz, citando a parceria comercial que garante isenção de imposto de importação a determinado volume de veículos exportados ao mercado colombiano. “As vendas para lá cresceram 63% este ano mesmo com a alíquota de 17%. Temos espaço para avançar ainda mais. Nosso market share naquela região era de 3%, agora subiu para 6% e pode chegar a até 20%.” 

MELHOR MAIO DESDE 2011 EM FATURAMENTO 

O aumento dos negócios no acumulado do ano foi puxado pela demanda por leves, que teve incremento de 63,7%, para 293,8 mil unidades. As vendas de caminhões registraram expansão de 39,6% e chegaram a 10,6 mil veículos. Já as exportações de ônibus avançaram 5,1% e somaram 3 mil chassis. 

O crescimento das vendas internacionais de veículos pesados melhorou o faturamento da indústria automotiva com as exportações. De janeiro a maio as receitas chegaram a US$ 6,04 bilhões, montante 52,7% superior do dos mesmos cinco meses de 2016. O mês de maio contribuiu com US$ 1,47 bilhão deste total, o valor mais alto para o período em seis anos. 

Confira, em vídeo, o balanço dos resultados da indústria automotiva até maio:


 


Fonte: www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade