Publicidade
MEIO FILTRANTE - Pesquisa afirma que produção industrial tem crescimento de 0,5% no primeiro semestre

Esta notícia já foi visualizada 161 vezes.

Pesquisa afirma que produção industrial tem crescimento de 0,5% no primeiro semestre

Data:12/9/2017

Pesquisa afirma que produção industrial tem crescimento de 0,5% no primeiro semestre
Ainda de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção da indústria de bens de capital aumentou 0,3% na comparação com maio. E quando é levado em conta o mesmo mês do ano passado, o resultado também foi de 0,3% de crescimento.


Segundo dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial brasileira apresentou um crescimento de 0,5% no primeiro semestre na comparação com o mesmo período de 2016. Além disso, o setor também apresentou um resultado positivo, de 0,5%, no mês de junho em relação ao mesmo período de 2016.

Contudo, vale ressaltar que a boa notícia não foi o suficiente para superar o resultado ruim dos últimos 12 meses, que acumulou uma queda de 1,9%. Na comparação com o mês de maio, contando o ajuste sazonal, a indústria brasileira se manteve estável em junho.

Ainda de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção da indústria de bens de capital aumentou 0,3% na comparação com maio. E quando é levado em conta o mesmo mês do ano passado, o resultado também foi de 0,3% de crescimento.

No setor de bens de consumo duráveis, junho apresentou um recuo de 6% na comparação com maio, porém uma alta de 5% em relação a junho do ano passado. Já entre os não duráveis e semiduráveis, foi registrada uma redução de 0,5% na produção quando comparado a maio, e queda de 1,8% na comparação com junho de 2016.

Já a produção de bens de consumo registrou uma queda 1,1% na passagem de maio para junho. Quando comparado a junho do ano passado, o IBGE apontou uma redução de 0,6%. No ano, a produção de bens de consumo subiu 0,9%. Já no acumulado de doze meses, houve redução de 2,1%.

Diante desses dados, é essencial esclarecer que a indústria do País apresenta um desempenho melhor neste ano do que em 2016 e 2015. Contudo, ainda opera aproximadamente 18,2% abaixo do pico de produção que foi registrado em junho de 2013.

Ainda nesse contexto, especialistas defendem que – apesar dos resultados positivos – isso não quer dizer que a trajetória de recuperação já está traçada e consistente. Recentes pesquisas afirmam que, no primeiro semestre do ano, a indústria ficou próxima da estabilidade por três meses, recuou no mês de março e expandiu em abril e maio.

Agora, entre os principais desafios do momento, é possível citar que o mercado de trabalho enfrenta sérias dificuldades. Vale também citar o ciclo de corte na taxa básica de juros e também o arrefecimento na inflação.
Todos esses fatores contribuem para a inadimplência, maior número de pessoas sem uma ocupação e, por consequência, menor possibilidade de crédito e de confiança no mercado como um todo.

Nesse contexto, empresários do setor industrial devem estar atentos em aspectos que podem influenciar em suas produções. Os investimentos realizados com equipamentos e mão-de-obra, por exemplo, devem ser baseados em excelentes pesquisas de mercado.

A TOP Componentes é uma companhia que oferece os mais diversos equipamentos utilizados no ramo, como o acoplamento magnético, o atuador elétrico e também buchas e esteiras transportadoras.

No geral, o acoplamento magnético é muito útil quando se deseja transmitir força e ao mesmo tempo evitar o atrito entre peças, que podem se desgastar e levar a quebras.


Fonte: www.noticias.dino.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade