Publicidade
MEIO FILTRANTE - Pedra fundamental do Projeto Xingu Rio é lançada

Esta notícia já foi visualizada 3151 vezes.

Pedra fundamental do Projeto Xingu Rio é lançada

Data:29/9/2017

Com extensão de 2.518 quilômetros e investimento de R$ 9,6 bilhões, o sistema passará pelos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro e deve gerar cerca de 16 mil empregos ao longo de sua construção.

O governador Luiz Fernando Pezão participou, no dia 217 de setembro (quarta-feira), em Paracambi, na Baixada Fluminense, do lançamento da pedra fundamental das obras da segunda linha de transmissão da Usina de Belo Monte, que serão realizadas pelo grupo chinês State Grid Brazil Holding. O Projeto Xingu Rio faz parte de um conjunto de obras necessárias para a expansão do sistema de transmissão de energia elétrica do país e irá garantir o aumento de capacidade de energia.

Com extensão de 2.518 quilômetros e investimento de R$ 9,6 bilhões, o sistema passará pelos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro e deve gerar cerca de 16 mil empregos ao longo de sua construção.

— Somente no Rio vão ser gerados mais de dois mil empregos diretos com essa obra. Ela é muito importante não só para a economia brasileira, mas para a economia do nosso estado — afirmou o governador.

Pezão destacou ainda as diversas parcerias com os chineses.

— Muitos dos grandes investimentos que ocorrem no Rio se devem a essa parceria com a China. Temos o banco de desenvolvimento chinês aqui, empresas estatais chinesas que estão se instalando no estado, o que é muito importante para a retomada de crescimento do Brasil, e especialmente do Rio de Janeiro. Tenho um carinho imenso pelo povo chinês. Então, quero aumentar ainda mais essa parceria — ressaltou Pezão.

Com previsão para entrar em operação em dezembro de 2019, a tecnologia vai permitir um menor custo para o consumidor e possibilitar uma transmissão com menor perda de energia.

— Não tenho a menor dúvida que o Brasil e a China, das economias emergentes e dos parceiros dos Brics, são as duas economias que melhor se relacionam entre si –— disse o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho.| Sandra Proença.


Fonte:  www.revistafatorbrasil.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade