Publicidade
MEIO FILTRANTE - Ford Caminhões prepara mais automação

Esta notícia já foi visualizada 1522 vezes.

Ford Caminhões prepara mais automação

Data:10/10/2017

Protótipo Cargo Connect foi projetado com Bosch, Cummins e Eaton

PEDRO KUTNEY, AB

A Ford Caminhões desenvolveu o protótipo Cargo Connect, que será apresentado ao público na próxima Fenatran (Salão Internacional do Transporte de Cargas, de 16 a 20 de outubro no SP Expo, em São Paulo), para mostrar tecnologias de automação e assistência avançada ao motorista que deverão ser adotadas em seus veículos gradualmente em espaço de seis meses a três anos. O projeto foi desenvolvido com base em um modelo Cargo 2429 8x2 com câmbio automatizado, com participação ativa dos principais fornecedores da fabricante: a Bosch fornece sensores, câmeras, radares e central eletrônica; a Autotrac o sistema de rastreamento e telemetria; Cummins e Eaton fazem, respectivamente, motores e transmissões desenvolvidos em conjunto. “Não é tecnologia futurística, mas tecnologia viável para nos próximos anos trazermos mais segurança e produtividade aos caminhões no Brasil”, afirma João Pimentel, diretor de operações da Ford Caminhões. 

O Cargo Connect foi equipado com uma série de tecnologias já oferecidas ou em vias de ser nos mercados mais desenvolvidos, especialmente recursos avançados de segurança, como frenagem automática de emergência (AEB), alerta de ponto cego, assistente de permanência em faixa, piloto automático adaptativo (ACC), alerta de fadiga para o motorista e monitoramento de 360 graus do caminhão com câmeras e radares. Também foram adaptadas soluções para aumento de produtividade, como gerenciamento inteligente de carga com sensores de peso, sistema de leitura de placas de trânsito, ajuste automático de torque e potência do powertrain, sistema de diagnóstico preventivo e um aplicativo que mede o desempenho do motorista. A conectividade do veículo é espelhada na central multimídia embutida no painel, com tela de 7 polegadas. 

A ideia é oferecer tecnologia acessível, segundo Pimentel, com foco principalmente em atender caminhoneiros autônomos e pequenos frotistas, público mais carente em assimilar inovações e tecnologias de segurança no segmento de transportes. Por isso o projeto também conta com o apoio do Instituto PARAR, que promove iniciativas e discussões sobre educação no trânsito e redução de acidentes. 



RÁPIDO E ACESSÍVEL

“Essas tecnologias são uma tendência global e nosso diferencial será oferecer tudo mais rápido possível”, diz Pimentel. “O mercado deverá absorver tudo isso mais rápido do que a legislação, antes até do que os objetivos que deverão ser estabelecidos pelo programa Rota 2030, porque são soluções que aumentam segurança e eficiência, portanto reduzem possíveis prejuízos com acidentes, impactam no preço do seguro, elevam a economia de combustível”, prevê. 

Dentre as soluções apresentadas no Cargo Connect que devem chegar mais rápido ao mercado no Brasil, possivelmente já em 2018, Pimentel destaca o sistema de gerenciamento inteligente de peso. Quatro sensores instalados no chassi do caminhão monitoram com precisão, em tempo real e on-line, a carga transportada, garantindo melhor distribuição de peso e o atendimento da Lei da Balança. As informações transmitidas também podem ser usadas para comprovar o volume transportado em todo o trajeto, para coibir roubos. 

No futuro, as informações sobre a carga também poderão interferir na condução do caminhão, interagindo diretamente com o módulo de controle do motor e transmissão para ajustar a operação ao modo mais eficiente, de acordo com o peso transportado – não é necessário usar toda a potência se o veículo não estiver totalmente carregado, por exemplo, para assim economizar combustível. 





Fonte:  www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade