Publicidade
MEIO FILTRANTE - Resultado do leilão é importante para estados produtores e para o Brasil

Esta notícia já foi visualizada 166 vezes.

Resultado do leilão é importante para estados produtores e para o Brasil

Data:31/10/2017

Ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, e da Secretaria Geral, Moreira Franco, comemoraram resultado do certame, que terminou com 75% das áreas ofertadas arrematadas

O leilão de petróleo na camada pré-sal deve beneficiar todo o País. A avaliação é dos ministros do governo que compareceram ao evento no Rio de Janeiro. Com a operação, 75% das áreas ofertadas foram arrematadas pelas empresas.

"Este leilão significa o restabelecimento do Brasil como um grande player no setor de óleo e gás", ponderou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco. Já o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho afirmou que o certame foi bem sucedido.  

"As grandes empresas mundiais voltam a investir no Brasil, com percentual de óleo-lucro muito superior ao que o governo esperava e mantendo a nossa projeção de nos próximos 10 anos [arrecadar] R$ 100 bilhões de investimentos e de [gerar] mais de 500 mil empregos. Isso é importante para o Rio de Janeiro, importante para o estado de São Paulo, mas, acima de tudo, é importante para o Brasil", ressaltou.

Parte dos recursos gerados com a exploração do óleo pelas empresas retorna à União e aos estados na forma de pagamento de royalties. Pela regra atual, o governo federal aplica 25% dos recursos arrecadados na área da saúde e 75% em educação.

Promissor

Com a transação dessa tarde, seis áreas nas bacias de Campos e Santos foram arrematadas por R$ 6,15 bilhões em acordos entre Petrobras, Statoil e Shell. Para vencer a licitação, as empresas e suas concessionárias tiveram de oferecer uma porção mais vantajosa de petróleo que seriam destinados ao governo, que é o regime de partilha.

"Foi algo impressionante pela robustez o que demonstra uma confiança grande no Brasil. Creio que podemos dizer tranquilamente com o resultado que o Brasil voltou, voltou para ficar com segurança jurídica, com estabilidade, com concorrência, com regras claras, com um ambiente regulatório que atende a previsibilidade, que atende as expectativas dando a todos aqueles que acreditam no Brasil a possibilidade de encontrar um ambiente de concorrência e sem nenhum privilégio, com igualdade de oportunidade para todos", destacou Moreira Franco. 

Esse foi considerado um dos mais promissores leilões do setor diante das grandes reservas contidas nessas áreas, o leilão foi o primeiro do pré-sal desde a aprovação da lei que desobriga a Petrobras de ser a operadora única dos blocos dessa área.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da ANP e Abespetro

Comentários desta notícia

Publicidade