Publicidade
MEIO FILTRANTE - Freudenberg-NOK Sealing Technologies comemora os 85 anos do retentor Simmerring® e investe em tecnologias sustentáveis

Esta notícia já foi visualizada 110 vezes.

Freudenberg-NOK Sealing Technologies comemora os 85 anos do retentor Simmerring® e investe em tecnologias sustentáveis

Data:6/12/2017

 Surgido em 1932, componente revolucionou a tecnologia automotiva e a construção de máquinas; LEVITEX reduz atrito em até 90% e emissões de CO2 em cerca de 0,5 a 1 g/km

 

A Freudenberg-NOK Sealing Technologies, líder mundial em vedações e empresa do Grupo Freudenberg, comemora em 2017 os 85 anos de uma das principais inovações já registradas na tecnologia automotiva e na construção de máquinas: o retentor.

 

Foi em 1929, como uma empresa familiar amplamente diversificada e com desenvolvimento orgânico desde a sua fundação em 1849, que a Freudenberg-NOK Sealing Technologies, aproveitando-se de oportunidades favoráveis, criou o Simmerring®, o primeiro retentor da história, desempenhando papel primordial na indústria automotiva, permitindo que motores, eixos e transmissões operassem de maneira mais eficiente e sem vazamentos. Por 85 anos, este componente - que tornou-se sinônimo mundial de anéis de vedação de todos os tipos - tem andado lado a lado na história de sucesso da empresa que, atualmente, é a principal fornecedora de vedações para as montadoras e para o mercado de reposição no País.

 

Uma história de sucesso com começo, mas sem fim

 

Desde o primeiro anel de vedação Simmerring® surgido em 1932, e que rapidamente ultrapassou a tecnologia disponível até então, foram inúmeros desenvolvimentos que cada vez mais aprimoraram a qualidade e desempenho da peça. Entre eles, a incorporação de uma mola e a impregnação de couro com Acronal, trouxeram avanços valiosos em sua funcionalidade. Além disso, problemas como baixa resistência à altas temperaturas e solventes foram resolvidos e, na década de 50, a produção do Simmerring® já atingia 100 milhões de unidades, tornando a Freudenberg líder global e especialista em vedações.

 

Na década de 80, o Simmerring® conquistou o motor de combustão interna na Europa e América, já que era equipado com um canto de vedação feito de PTFE - politetrafluoretileno -, quimicamente resistente e adequado para uso em temperaturas de -40ºC a 260ºC. Na sequência, vieram outros desenvolvimentos, como o retentor integrado com a roda fônica em 1997 que, ao interagir com sensores, era capaz de prover informações sobre a posição e dados precisos sobre velocidade e ângulos de rotação.

 

Em 2010, o Simmering® deu a prova de que poderia funcionar em alto desempenho também em sua mínima forma. A Freudenberg teve êxito na fabricação do menor elastômetro até então, ao vedar eixos de apenas 1mm de diâmetro. Em conjunto com inúmeras modificações, desenvolvimento contínuo e foco na eficiência, proteção ambiental e sustentabilidade, a história do retentor tem mostrado que não há limites para a evolução na tecnologia de vedação e a incorporação de novas funcionalidades. Atualmente, o retentor Simmerring® correto pode ser usado em praticamente todas as aplicações possíveis. Veja a linha do tempo (em inglês).

 

LEVITEX: sustentabilidade aplicada à tecnologia para atender demandas de emissão de CO2

 

E, para celebrar esta data tão representativa, a Freudenberg-NOK Sealing Technologies vem investindo em novas tecnologias sustentáveis, que atuem para reduzir a emissão de CO2 na atmosfera. O retentor exclusivo de virabrequim lubrificado a ar, o “LEVITEX”, reduz o atrito em até 90% e emissões de CO2 em 0,5-1 g/km, possui uma alta capacidade de carga e longa vida útil.

 

O desenvolvimento atende uma exigência da União Europeia, que colocou a meta de redução geral de emissões para novos carros para 95 g de CO2/km até o ano 2020. Entre outros fatores, perdas de fricção no motor e unidade de tração devem ser reduzidas para se chegar a este objetivo. Isto inclui o retentor de virabrequim do lado do motor. Nesse cenário, existe uma demanda para o desenvolvimento de uma nova tecnologia que possa reduzir a emissão geral de CO2 de forma sustentável.

 

A Freudenberg-NOK Sealing Technologies, com os 85 anos do retentor e novos investimentos, quer chamar a atenção para seus produtos de altíssima tecnologia, com engenharia aplicada e poder de inovação. É compromisso da empresa – há quase um século – pensar em evoluções que transformem a indústria, tragam valor aos clientes            e, ao mesmo tempo, sejam amigáveis ao meio ambiente. O LEVITEX cumpre essa função.

 

Sobre a Freudenberg-NOK

A Freudenberg-NOK Sealing Technologies é uma joint venture formada pela união da alemã Freudenberg com a japonesa NOK. A companhia atua nos mais diversos segmentos, como o automotivo, industrial e reposição.

 

Especializada no desenvolvimento e produção de retentores, o-rings, vedações hidráulicas e pneumáticas, a Freudenberg-NOK Sealing Technologies integra a Unidade de Negócios de Tecnologia em Controle de Vibração e Vedação.

 

Presente no Brasil desde 1973, a Freudenberg-NOK Sealing Technologies possui unidade fabril em Diadema (SP), onde emprega cerca de 500 pessoas. Além de atender a todas as montadoras e principais indústrias do país, exporta para a América Latina, Estados Unidos e Europa.

 

Sobre o Grupo Freudenberg

A Freudenberg é um grupo de tecnologia global que fortalece seus clientes e a sociedade de forma duradoura por meio de inovações orientadas para o futuro. Junto com os seus parceiros, clientes e institutos de pesquisa, o Grupo Freudenberg desenvolve tecnologias de ponta e excelentes produtos e serviços para mais de 30 mercados e para milhares de aplicações. Forte inovação, intensa orientação ao cliente, diversidade e espírito de equipe são os pilares do Grupo. A empresa, com 168 anos, vivencia fortemente seus valores: compromisso com a excelência, confiabilidade, pró-atividade e ação responsável. Em 2016, o Grupo Freudenberg empregou mais de 48.000 pessoas em quase 60 países em todo o mundo e gerou vendas de aproximadamente € 8,6 bilhões. Para obter mais informações, visite www.freudenberg.com.

 

 

 Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários desta notícia

Publicidade