Publicidade
MEIO FILTRANTE - FCA Fiat Chrysler quase dobra lucro líquido em 2017

Esta notícia já foi visualizada 212 vezes.

FCA Fiat Chrysler quase dobra lucro líquido em 2017

Data:30/1/2018

Ganhos do grupo atingem € 3,51 bilhões, ajudado pelas vendas de utilitários


REDAÇÃO AB


A FCA (Fiat Chrysler Automobiles) informaou em comunicado que seu lucro líquido quase dobrou em 2017 ao atingir € 3,51 bilhões, ante € 1,81 bilhão apurados no ano anterior, representando aumento de 93%. O lucro líquido ajustado ficou em € 3,77 bilhões, aumento de 50%. Já o faturamento líquido ficou estável em € 110,9 bilhões, com vendas globais também iguais às de 2016, ao repetir o volume de 4,7 milhões de veículos. O grupo considera que seus resultados positivos se devem especialmente ao bom desempenho dos segmentos de picapes e utilitários esportivos.

O EBIT (ganhos antes de impostos e despesas financeiras) ajustado da companhia cresceu 16%, avançando para € 7,1 bilhões, com margem de 6,4%. A meta da FCA em diminuir o endividamento industrial foi cumprida, com a redução das dívidas à metade, para € 2,4 bilhões.

Segundo a FCA, os resultados financeiros estão em linha com o plano quinquenal, que em 2018 entra em seu último ano. Para este ano fiscal, as projeções são de aumento de 12% na receita, para € 125 bilhões, EBIT ajustado de € 8,7 bilhões, o que significaria alta de 22,5%, e lucro líquido ajustado de € 5 bilhões, que se alcançado, terá crescido 32,6% sobre 2017.

Entre as regiões, o destaque foi a América Latina (exceto México), onde o faturamento cresceu 29%, passando de € 6,19 bilhões para € 8 bilhões, impulsionado pelo efeito positivo de novos produtos, principalmente Fiat Argo, Mobi e Toro, e Jeep Compass, além da melhora das condições do mercado brasileiro, chave na região. O grupo entregou um total de 521 mil veículos nos paises latino-americanos, aumento de 14% sobre as 456 mil unidades registradas no ano anterior. 

Os mercados da América do Norte (Nafta, inclui México) continuam como as maiores fontes de receita do grupo, embora o faturamento de € 66 bilhões tenha sido 4,3% menor, com vendas também menores na região em 7%, para 2,4 milhões de veículos.

Já na Europa e África (Emea), segundo maior mercado em receita, o faturamento cresceu 3,8%, para € 22,7 bilhões. As vendas dos dois continentes somadas aumentam em 5% na comparação anual, para 1,36 milhão de veículos.

Na Ásia-Pacífico (Apac), a crescente produção da Jeep por meio da joint venture com a chinesa Guangzhou ajudou a impulsionar um aumento de 24% nas vendas locais, para 290 mil veículos. A receita líquida recuou 11,2%, para € 3,25 bilhões.

A empresa, que registra os dados da marca Maserati em separado, reportou faturamento 16,6% maior em 2017, ao apurar mais de € 4 milhões. As vendas subiram 22%, para pouco mais de 51,5 mil unidades. A divisão de componentes, que reúne as empresas Magneti Marelli, Comau and Teksid, também encerrou o ano com resultados positivos: a receita avançou 4,7%, para mais de € 10,1 bilhões.


Fonte: www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade