Publicidade
MEIO FILTRANTE - Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vende 10,6 milhões de veículos em 2017

Esta notícia já foi visualizada 344 vezes.

Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vende 10,6 milhões de veículos em 2017

Data:31/1/2018

Vendas acumuladas da Renault, Nissan e Mitsubishi Motors tiveram aumento de 6,5% em comparação com 2016, totalizando 10.608.366 unidades. Marcas da Aliança venderam um a cada dez veículos comercializados no mundo em 2017 (automóveis de passeio e comerciais leves). Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi mantém liderança no mercado de veículos zero emissão, com 540.623 veículos elétricos vendidos desde 2010.

Com 10.608.366 veículos comercializados em todo o mundo no ano de 2017, a Renault-Nissan-Mitsubishi forma a maior aliança automobilística global.

As vendas aumentaram 6,5% em 2017, primeiro ano completo para a Mitsubishi Motors como membro da Aliança. Estes resultados se devem principalmente ao aumento da demanda por SUVs, veículos comerciais leves e modelos 100% elétricos.

Carlos Ghosn, CEO da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, comentou que: "Com mais de 10,6 milhões de veículos de passeio e comerciais leves vendidos em 2017, a Renault-Nissan-Mitsubishi se tornou o grupo automobilístico mundial número 1. Esta evolução é resultado da extensão e abrangência de nossa gama de produtos, nossa presença internacional e a atratividade das tecnologias presentes em nossos veículos."

Pelos números de 2017, os membros da Aliança estão presentes em quase 200 países, sob 10 marcas diferentes (Renault, Nissan, Mitsubishi Motors, Dacia, Renault Samsung Motors, Alpine, Lada, Infiniti, Venucia e Datsun).

As vendas do Grupo Renault aumentaram 8,5% totalizando 3.761.634 veículos em 2017. Foi um ano recorde tanto para a Renault – marca francesa mais vendida em todo o mundo e segunda marca mais vendida na Europa – como para a Dacia. No contexto de seu plano Drive The Future, a Renault tem o objetivo de manter seu crescimento em 2018, por meio da expansão de suas operações internacionais e a renovação de sua gama de modelos.

Em 2017, a Nissan Motor Co. Ltd. vendeu 5.816.278 veículos em todo o mundo, um aumento de 4,6% em comparação com 2016. A marca também anunciou seu novo plano estratégico de 6 anos, o Nissan M.O.V.E. to 2022. As vendas da Nissan aumentaram 1,9% nos Estados Unidos e 12,2% na China. Em comparação com o ano anterior, as vendas da marca Infiniti aumentaram 7%, totalizando 246.492 veículos em 2017.

Já a Mitsubishi Motors Corporation vendeu um total de 1.030.454 veículos em 2017, um aumento de 10% em comparação com o ano anterior. O aumento dos volumes foi alavancado pela China – mercado-chave do plano Drive For Growth da Mitsubishi –, onde as vendas aumentaram 56% em comparação com 2016. Com 129.160 unidades vendidas, a China se tornou o maior mercado da Mitsubishi Motors, graças principalmente ao sucesso do Outlander, produzido localmente. A Mitsubishi também teve uma boa performance no sudeste asiático em 2017, onde o crescimento de 17% se deve ao lançamento na Indonésia do XPANDER, um monovolume do segmento SUV. No Japão, as vendas aumentaram 7% com a retomada do segmento kei car (mini).

Aliança se mantém no topo das vendas de veículos elétricoa — Desde o lançamento do Nissan LEAF, em 2010, a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vendeu 540.623 veículos elétricos. Em vendas acumuladas, a Aliança mantém a liderança em veículos de passeio e comerciais leves 100% elétricos.

Primeiro veículo elétrico produzido para o grande público, o Nissan LEAF continua a bater recordes de vendas: 300.000 unidades foram vendidas desde seu lançamento, em dezembro de 2010. O novíssimo Nissan LEAF, revelado em 2017, oferece aos seus clientes maior autonomia, tecnologias de ponta e um novo design dinâmico. Ele foi lançado no mercado japonês em 2017 e será comercializado em outros mercados importantes a partir de 2018, como os Estados Unidos ou a Europa. Mais de 40.000 pedidos foram recebidos para o modelo, sendo 13.000 pedidos no Japão, 13.000 pré-reservas nos Estados unidos e mais de 12.000 na Europa. Já o Nissan e-NV200, veículo comercial vendido principalmente na Europa e no Japão, teve sua autonomia aumentada em 100 km na Europa.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Renault mantém a liderança em vendas de veículos elétricos na Europa, com uma participação de mercado de 23,8% e um aumento de 38% em comparação com o ano anterior. Veículo elétrico mais vendido em Europa, o Renault ZOE teve um aumento de 44% nas vendas. Desde 2011, a Renault vendeu mais de 150.000 veículos elétricos no mundo, incluindo os modelos Renault ZOE, Kangoo Z.E., Fluence Z.E. e SM3 Z.E.. Com a revelação do Master Z.E., em 2017, a Renault oferece agora uma gama de veículos comerciais leves zero emissão única no mundo (Twizy Cargo, ZOE Société, Kangoo Z.E. e Master Z.E.).

Em 2017, a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vendeu 91.000 veículos elétricos, em alta de mais de 11% em comparação com 2016.

Plano estratégico Alliance 2022 — No âmbito do plano estratégico Alliance 2022, a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi prevê realizar sinergias anuais de mais de 10 bilhões de euros até o fim de 2022. Serão lançados 12 novos veículos zero emissão e 40 novos veículos equipados com tecnologias de condução autônoma.

Ao término do plano, graças ao lançamento de novos modelos e novas tecnologias no mercado, as vendas anuais acumuladas da Aliança devem ultrapassar os 14 milhões de unidades e gerar um faturamento de US$ 240 bilhões.



Fonte: www.revistafatorbrasil.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade