Publicidade
MEIO FILTRANTE - Vendas de hidratado permanecem aquecidas em fevereiro

Esta notícia já foi visualizada 195 vezes.

Vendas de hidratado permanecem aquecidas em fevereiro

Data:9/3/2018

Na 2ª metade de fevereiro de 2018, a moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul atingiu 730,94 mil toneladas, com praticamente toda ela registrada por unidades produtoras localizadas no Estado do Mato Grosso do Sul e Goiás.

Nesse período, a produção de açúcar foi ínfima (apenas 5,02 mil toneladas), enquanto o volume fabricado de etanol somou 74,41 milhões de litros. Desse total fabricado na quinzena, 31,42 milhões de litros referem-se ao etanol de milho.

Na segunda quinzena de fevereiro, 15 unidades estão processando cana no Centro-Sul.

No acumulado da safra 2017/2018 até o momento, a moagem somou 585,28 milhões de toneladas, queda de 1,78% sobre igual período do ciclo 2016/2017 (595,90 milhões de toneladas). Dessa quantidade, 53,16% foi destinada à produção de etanol, que totalizou 25,47 bilhões de litros (14,97 bilhões de litros de hidratado e 10,50 bilhões de litros de anidro). A produção acumulada de açúcar, por sua vez, atingiu 35,84 milhões de toneladas.

Vendas de etanol

No mês de fevereiro, foram comercializados 1,95 bilhão de litros, sendo 1,87 bilhão de litros destinados ao consumo interno e apenas 76,47 milhões ao mercado internacional.

Do total comercializado internamente, 720,33 milhões de litros foram de anidro e 1,15 bilhão de litros de hidratado, que apresentou crescimento de 37,9% em relação aos 836,48 milhões de litros vendidos no mesmo período de 2017.

Antonio de Padua Rodrigues, diretor Técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), destaca que “as vendas de hidratado ao mercado interno no Centro-Sul seguiram aquecidas em fevereiro por conta do preço do biocombustível, que continua sendo a opção mais vantajosa ao consumidor em vários mercados”.

No agregado de abril de 2017 até 1 de março de 2018, as vendas de etanol no Centro-Sul totalizaram 24,18 bilhões de litros, com 1,43 bilhão direcionado para exportação e 22,75 bilhões ao mercado interno.

Ainda no mercado doméstico, a comercialização do hidratado (14,08 bilhões de litros) indicou um crescimento de 6,13% sobre o apurado no mesmo período da safra passada.

Vale ressaltar que o volume de biocombustível contabilizado nas saídas não incorpora a comercialização do etanol importado, que não foi vendido diretamente pelas unidades produtoras.



Fonte: www.unica.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade