Publicidade
MEIO FILTRANTE - VW investe R$ 20 milhões em nova área para mistura de tintas

Esta notícia já foi visualizada 303 vezes.

VW investe R$ 20 milhões em nova área para mistura de tintas

Data:9/4/2018

Unidade em fábrica paulista prepara as tintas para o processo produtivo 

REDAÇÃO AB


A fábrica Anchieta da Volkswagen, localizada em São Bernardo do Campo, São Paulo, acaba de ganhar uma nova área dedicada à mistura de tintas que prepara o composto para o processo produtivo. O novo espaço possui 1,6 mil metros quadrados e recebeu investimento de R$ 20 milhões para sua criação, estrutura e equipamentos. A nova área possibilitará à empresa oferecer toda a gama de cores requeridas pelos clientes.

“A sala de mistura de tintas tem o que há de mais moderno em equipamentos e foi projetada com auxílio do software GaBi, que dimensiona os processos industriais mais ecológicos. E desta vez, ampliamos o uso dessa simulação virtual de forma inédita: também para definir o local onde a sala seria construída, levando em conta aspectos ambientais”, afirmou o diretor de engenharia de manufatura da Volkswagen do Brasil, Celso Placeres.

O projeto da nova sala faz parte do programa global da montadora Think Blue. Factory, que estabelece que todas as unidades produtivas da empresa no mundo melhorem seus indicadores ambientais. A definição do local onde a unidade seria construída foi feita por meio de um software de análise do ciclo de vida no processo industrial, que calcula os potenciais de impacto ambiental da atividade operacional, como o consumo de recursos naturais e emissões relativas a gases de efeito estufa, chuva ácida, além de outras emissões geradas por demais processos agregados. Com isso, o software mostra qual seria o processo industrial mais adequado em termos ambientais, o que permitiu trabalhar de forma preventiva, evitando e minimizando os impactos ao ambiente.

O local é equipado com diferentes processos, como o sistema de tratamento de ar, inédito nas fábricas da Volkswagen na América do Sul, que troca todo o ar da sala a cada três minutos. Dentro da sala, o ar já é livre de impurezas, para manter a qualidade das tintas. O local também possui bacia de contenção aérea a distância, desenvolvida pela engenharia de manufatura da empresa no Brasil: caso ocorra um vazamento de tinta, o produto fica retido nesse reservatório, em um local abaixo do nível da sala, dessa forma, não afeta o solo e nem as tubulações da fábrica. Também há um controle de umidade e temperatura, feito com gás ecológico (R410), além de iluminação em LED e motores de alto rendimento que permitem economizar energia elétrica.

Para manter a qualidade e segurança de acesso, as entradas são controladas por meio de coletores eletrônicos de identificação, de forma que só pessoas autorizadas conseguem entrar. Ainda sobre segurança, os ambientes são monitorados por detectores de temperatura de alta precisão e softwares desenvolvidos e homologados fora do Brasil. Em caso de foco de incêndio, o sistema inteligente libera espuma biodegradável que invade o ambiente, combatendo o fogo sem poluir e nem deixar resíduos.

“Os sensores também conseguem detectar um possível vazamento. Se isso ocorrer, o sistema inteligente já aciona por meio de alarme a unidade do Corpo de Bombeiros localizada dentro da fábrica Anchieta. Se for preciso, o próprio sistema desliga automaticamente o processo de bombeamento de tinta para as cabines de pintura”, explica o responsável pela área de prevenção contra incêndios da fábrica Anchieta, Alencar Frizzas. 



Fonte:  www.automotivebusiness.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade