Publicidade
MEIO FILTRANTE - Nissan prevê um aumento de 7,5% nos dividendos do ano fiscal de 2018

Esta notícia já foi visualizada 410 vezes.

Nissan prevê um aumento de 7,5% nos dividendos do ano fiscal de 2018

Data:27/7/2018

No primeiro trimestre do ano fiscal de 2018, os números mostram que houve impactos tantos nas receitas, vendas em alguns países, e retração no lucro líquido. Com destaques apenas para Ásia e Oceania, América Latina, Oriente Médio e África, onde as vendas da Nissan aumentaram 6,6%, estabilidade de vendas no Japão e aumento na China.

A Nissan Motor Co. anunciou no dia 26 de julho (quinta-feira) os resultados financeiros para o período de três meses até 30 de junho de 2018.

Nos primeiros três meses de seu Ano Fiscal, a Nissan gerou lucro operacional de 109,1 bilhões de ienes com receita líquida de 2,72 trilhões de ienes, equivalente à margem operacional de 4,0%. A lucratividade no período foi amplamente impactada pelo aumento nos custos das matérias-primas e flutuações nas taxas de câmbio. O lucro líquido no primeiro trimestre recuou 14,1%, totalizando 115,8 bilhões de ienes.

Destaques da performance financeira no primeiro trimestre do Ano Fiscal — Com base de gerenciamento proforma, que inclui a consolidação proporcional dos resultados das operações da Nissan na China, o lucro operacional foi de 154,4 bilhões de ienes, o que equivale à margem operacional de 5,1%; já a receita líquida atingiu 115,8 bilhões de ienes.

Performance comercial — No primeiro trimestre do ano fiscal de 2018, o volume de vendas globais teve uma queda de 3,0%, totalizando 1,31 milhão de unidades vendidas.

No Japão, as vendas da Nissan recuaram 0,8%, fechando o período com 130 mil unidades vendidas. Com 1,19 milhão de unidades comercializadas, o volume total comercializado pela indústria automotiva caiu 1,0% em comparação com o ano anterior, o que resultou em participação de mercado da Nissan estável de 10,9%.

Na China, onde a Nissan apresenta resultados financeiros baseados no ano calendário, o volume de vendas teve um aumento de 6,9% com 336 mil de unidades comercializadas, o que equivale a uma participação de mercado de 5,0%, um aumento de 0,3 pontos percentuais em comparação com o mesmo período do ano fiscal anterior. Esta performance foi alavancada pela forte demanda dos modelos Kicks, X-Trail, Teana e Navara, bem como os modelos da marca Venucia, como o D60.

Nos EUA, as vendas da Nissan totalizaram 365 mil unidades, o que equivale a uma participação de mercado de 8,1%.

As vendas da Nissan na Europa, incluindo a Rússia, tiveram uma queda de 12,7% totalizando 162 mil unidades. A participação de mercado na Europa foi de 3,1%. Na Rússia, o volume de vendas caiu 0,6% para 23 mil unidades, o equivalente a uma participação de mercado de 5.0%

Aumento de vendas — Em outros mercados, incluindo Ásia e Oceania, América Latina, Oriente Médio e África, as vendas da Nissan aumentaram 6,6% fechando o período com 200 mil unidades vendidas.

Dividendos do Ano Fiscal de 2018 — A Nissan prevê um aumento de 7,5% nos dividendos, de 57 ienes por ação no ano fiscal de 2018.



Fonte: www.revistafatorbrasil.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade