Publicidade
MEIO FILTRANTE - Produção Industrial no Brasil tem retomada positiva

Esta notícia já foi visualizada 457 vezes.

Produção Industrial no Brasil tem retomada positiva

Data:8/8/2018

A produção industrial alcançou o índice de 50,8 pontos em junho, superando os 41,6 pontos registrados no mês de maio. A UCI (Utilização da Capacidade Instalada) também alavancou em junho, chegando a 66%, três pontos percentuais a mais do que o atingido em maio. Isso garante a mesma posição de abril, ou seja, mês anterior à paralisação


O ritmo da produção industrial no país voltou a crescer no final do primeiro semestre, levando o setor a reverter parte das perdas registradas em maio em decorrência da greve dos caminhoneiros. Os dados são da Sondagem Industrial de Junho, divulgados pela Confederação Nacional da Industria (CNI). 

Segundo a pesquisa, a produção industrial alcançou o índice de 50,8 pontos em junho, superando os 41,6 pontos registrados no mês de maio. A UCI (Utilização da Capacidade Instalada) também alavancou em junho, chegando a 66%, três pontos percentuais a mais do que o atingido em maio. Isso garante a mesma posição de abril, ou seja, mês anterior à paralisação. 

Outra informação positiva destacada no levantamento diz respeito ao índice de estoques efetivos em comparação ao planejado, que passou de 53,3 pontos em maio para 50,4 pontos em julho, um indício de que a indústria conseguiu ajustar os estoques que sofreram um acúmulo durante a paralisação dos caminheiros. 

Ainda que a indústria venha se mostrando otimista nesse período pós-paralisação, o número de contratações de novos empregados mantém-se baixo, ficando em um índice de 48,1 pontos em junho, ainda menor que o de maio, com 48,3 pontos. Os dados da pesquisa são organizados em níveis que variam de zero a cem pontos e, quando ficam abaixo dos 50, indicam queda na produção ou no emprego. 

Otimismo na indústria

Em junho, a Sondagem Industrial mostrou um aumento no otimismo do empresário, junto das expectativas. Há uma positividade rondando as expectativas de demandas futuras, compras de matérias-primas e exportações, sendo que o empresário não está contando com queda de emprego no setor pelos próximos meses, é o que confirma o estudo. 

Ainda assim, houve algumas baixas no setor com relação à intenção de investimento e condições financeiras, o que gera insatisfação com a lucratividade. A intenção de investimento na indústria caiu, demonstrando um índice de 49,4 pontos. Trata-se da quinta queda consecutiva, ficando 4,2 pontos abaixo do observado em fevereiro. Essa baixa disposição para investir é decorrência da queda da confiança dos empresários em relação ao futuro desempenho da economia.

Há, ainda, as incertezas com relação às eleições e, principalmente, aos impactos da tabela do frete e do subsídio do diesel nas contas do Governo e nos custos da empresa. 

A Importância da indústria no Brasil

É sempre importante destacar que a indústria, no geral, representa 21% do PIB do Brasil, e ainda responde por 68% de Pesquisa e Desenvolvimento do setor privado, por 51% das exportações e por 32% dos tributos federais (com exceção das receitas previdenciárias). Isso significa que, a cada R$ 1,00 produzido pela indústria, são gerados R$ 2,32 na economia do país como um todo. Em outros setores, o valor gerado é menor: R$ 1,51 no segmento de Comércio e Serviços, e R$ 1,67 na Agricultura.

Fonte: Dino

Comentários desta notícia

Publicidade