Publicidade
MEIO FILTRANTE - Lucro da Randon cresce 263% no semestre, receita avança 48%

Esta notícia já foi visualizada 274 vezes.

Lucro da Randon cresce 263% no semestre, receita avança 48%

Data:9/8/2018

Recuperação do mercado de caminhões turbinou resultado das empresas do grupo 

REDAÇÃO AB
 
A recuperação do mercado nacional de caminhões empurrou para cima o desempenho financeiro de todas as empresas do grupo Randon. O balanço do primeiro semestre divulgado na quarta-feira, 8, registra receita líquida consolidada de R$ 1,94 bilhão, que representa expressivo crescimento de 48,1% sobre o mesmo período do ano passado. O lucro líquido cresceu bem mais, 263%, para 74,6 milhões, demonstrando rápido avanço da rentabilidade na primeira metade do ano. 

O EBTIDA (lucro antes de impostos, despesas financeiras e depreciação de ativos) somou R$ 285,8 milhões, em alta vistosa de 111,5%, garantindo margem de rentabilidade sobre faturamento de 14,7%, resultado semestral 4,4 pontos porcentuais acima do verificado um ano antes. 

“A necessidade de renovação da frota nacional e a vantagem competitiva de produtos mais atualizados, que trazem maior eficiência e produtividade à operação, têm sido fatores fundamentais na tomada de decisão de compra dos transportadores”, observa Geraldo Santa Catharina, diretor de relações com investidores das Empresas Randon, para explicar o bom desempenho do primeiro semestre. 

EXPORTAÇÕES EM RITMO MAIS LENTO


O desempenho das Empresas Randon no Mercado externo foi bem menos pujante no primeiro semestre, mas ainda assim houve crescimento de 7,3% nas receitas em dólar, que somaram US$ 77,8 milhões, que graças à desvalorização do real foram convertidos em R$ 231,5 milhões, valor 16,2% mais alto que o registrado nos mesmos seis meses de 2017. 

Os mercados externos mais representativos foram os países do Mercosul e Chile, sequidos pelos integrantes do NAFTA (México, Canadá e Estados Unidos), que representaram 46,2% e 33,6% do total das exportações consolidadas, respectivamente. 

Nas operações instaladas no exterior, com eliminações das vendas entre as empresas do grupo, a receita bruta total no segundo trimestre de 2018 totalizou US$ 31,9 milhões, aumento de 34,8% sobre o apurado de abril a junho de 2017. 

O total entre a soma das exportações e das receitas geradas no exterior (com eliminações) foi de US$ 72,9 milhões no trimestre, contabilizando crescimento de 11,8% sobre o mesmo período do ano passado. 

DIVISÕES


A unidade do grupo fabricante de implementos rodoviários apresentou o maior crescimento, com produção no primeiro semestre de 8.711 carretas vendidas nos mercados interno e externo, em forte crescimento de 58,8% na comparação com o mesmo período de 2017, o que levou a participação de mercado da companhia para 39,1%, superando em 2,2 pontos a marca de 36,9% atingida na primeira metade do ano passado. 

Segundo comunicado da Randon, a carteira de produção dos principais fabricantes indica a continuação de volumes positivos para os próximos meses. 

. Para as empresas do grupo fabricantes de autopeças, a produção maior de caminhões se reflete em aumento da demanda. Apesar da greve dos caminhoneiros também ter afetado o segmento, as operações já se ajustaram e a carteira de pedidos está consistente para os próximos meses, informa a Randon. 

Com relação ao mercado externo e o mercado de reposição, as novas aquisições fortaleceram ainda mais a posição das Empresas Randon no segmento de autopeças. No último trimestre, a controlada Fras-le registrou bom desempenho nas operações no exterior que, juntamente com a desvalorização do real diante do dólar, contribuiu para a expansão dos volumes e receitas no período.

FRAS-LE


Com balanço em separado também já divulgado, a Fras-le, empresa do grupo Randon fabricante de pastilhas e lonas de freios, informou que obteve receita líquida consolidada de R$ 529,2 milhões no primeiro semestre, em alta de 34,8% sobre o mesmo período de 2017. 

As exportações da Fras-le somaram R$ 289,4 milhões em seis meses e cresceram expressivos 42,1%, representando mais da metade das receitas, que no mercado brasileiro totalizaram R$ 239,7 milhões, em alta de 27%. 

A soma do faturamento das exportações e das operações no exterior da empresa totalizaram US$ 84,3 milhões na primeira metade do ano, em notável expansão de 40%. 

A rentabilidade da Fras-le também cresceu acentuadamente: o lucro líquido atingiu R$ 61,7 milhões, em alta de 63,3%, e o EBTIDA chegou a R$ 114,1 milhões, aumentando 136,8% sobre o primeiro semestre de 2017.



Fonte:  www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade