Publicidade
MEIO FILTRANTE - Retomada do setor de petróleo gera impacto positivo na economia nacional e do Rio de Janeiro

Esta notícia já foi visualizada 284 vezes.

Retomada do setor de petróleo gera impacto positivo na economia nacional e do Rio de Janeiro

Data:28/9/2018

Alta do preço e novos leilões movimentam o mercado, que ainda gera royalties volumosos

A alta do preço do barril de petróleo, que acaba de atingir o maior valor dos últimos quatro anos,  está impulsionando a retomada do setor de petróleo no Brasil e no Rio de Janeiro. Afetado tanto pela queda do valor do petróleo quanto pelas implicações da Operação Lava-Jato, o segmento de óleo e gás entrou em crise em 2014 e só começou a mostrar sinais de recuperação em 2018. De acordo com a 4E Consultoria, o setor de petróleo é responsável por 36% do total produzido pela indústria do Rio de Janeiro, o que significa que uma retomada do segmento contribui fortemente para a melhora da economia do estado.

De janeiro a agosto deste ano, a arrecadação total do país em royalties e participações especiais cresceu 62% em relação ao mesmo período de 2017, alcançando R$ 34,756 bilhões, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Ainda de acordo com a agência, o Rio de Janeiro, um dos estados mais afetados pela crise econômica nacional, além de problemas internos, é o que mais se beneficia, tendo recebido R$ 1,52 bilhão até julho.

A retomada do segmento este ano já está sendo percebida nesta edição 2018 da Rio Oil & Gas, que vai até esta quinta-feira (27/09) no Rio de Janeiro e é o maior evento do setor na América Latina, reunindo os principais operadores mundiais e toda a cadeia produtiva. É neste contexto que a RSM Brasil ACAL – membro da RSM International, a sexta maior empresa de Auditoria Independente  e Consultoria do mundo, presente em mais de 120 países – ofereceu, na última terça (25/09), um “Networking & Cocktail”, em parceria com o SEBRAE RJ, para mais de 200 convidados, entre eles representantes das Câmaras Internacionais de Comércio – como as do Reino Unido e EUA – e presidentes e altos executivos das maiores e mais influentes companhias de petróleo e gás do mundo.

“Com os novos leilões previstos para os próximos meses e a atual trajetória de alta do preço do barril, esta indústria voltou a planejar investimentos. É um setor estratégico no Brasil e, principalmente, no Rio de Janeiro tanto pelo dinamismo que é capaz de gerar na economia quanto pelo forte impacto na geração de valor e renda. É a primeira vez que a RSM Brasil ACAL realiza um evento deste porte na Rio Oil & Gas e foi muito importante para aprofundarmos o relacionamento com este público e reforçarmos nossa posição de especialistas na indústria junto à comunidade empresarial.”, afirma Carlos Gerhard, presidente da RSM Brasil  ACAL (www.rsm.global/brazil/pt-br).

A retomada do setor de petróleo e gás tem potencial para impulsionar a economia dos estados e do país, impactando até na melhora dos serviços prestados pelo setor público. Para 2018, a expectativa do Ministério de Minas e Energia é que a produção de petróleo no Brasil alcance a marca inédita de 1 bilhão de barris, 4% mais que em 2017.

Priorité Comunicação: contato@prioritecomunicacao.com.br| 21 3124-1030




Website: http://www.rsm.global/brazil/pt-br



Fonte: www.noticias.dino.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade