Publicidade
MEIO FILTRANTE - Carros mais sustentáveis e seguros dominam inovações no setor automotivo, segundo engenheiro da GM

Esta notícia já foi visualizada 132 vezes.

Carros mais sustentáveis e seguros dominam inovações no setor automotivo, segundo engenheiro da GM

Data:4/10/2018

Coordenador de Engenharia de Materiais da montadora, Amauri Gentil palestrou na reunião-almoço da CIC no dia 1º de outubro (segunda-feira).

As tendências de longo prazo para o setor automotivo e para a indústria de autopeças foi o assunto abordado pelo coordenador de Engenharia de Materiais da General Motors, Amauri Gentil, na reunião-almoço que a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) realizou no dia 1º de outubro (segunda-feira). Carros mais sustentáveis e seguros estão no topo dos investimentos em novas soluções tecnológicas, apontou o executivo da GM. O evento foi realizado em parceria com o Arranjo Produtivo Local (APL) Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha e comemorativo aos 30 anos da Rede de Ensino Caminho do Saber.

Amauri Gentil falou sobre novos materiais que estão sendo utilizados pela GM para projetar peças automotivas mais leves. Segundo o engenheiro químico, a escolha por materiais alternativos visa reduzir o peso do carro e, consequentemente, reduzir o consumo de combustível e emissão de poluentes. Além disso, destacou que o uso de material reciclado é uma grande inovação na montadora. Mas “o material certo precisa ser usado para a aplicação certa”, alertou.

A segurança como prioridade é outra grande tendência, comentou. Citou uma série de novas funções a serem incorporadas aos veículos, como a frenagem automática de emergência, pré-ativação dos freios, assistente de permanência na faixa e alerta de colisão frontal, entre outras inovações. Amauri ainda falou sobre a possibilidade de interação com o veículo por meio de aplicativo para smartphone que permite, entre outras funcionalidades, travar e destravar as portas, acionar luzes e buzinas, configurar alertas de segurança e solicitar socorro mecânico e elétrico.

Em relação aos veículos elétricos, que juntamente com os carros híbridos é outra forte tendência, o engenheiro afirmou que todas as montadoras já têm os seus modelos prontos. No entanto, lembrou que o avanço dos carros elétricos no Brasil esbarra na falta de infraestrutura. O País, comparou, possui 140 estações de recarga, contra 40 mil no Japão ou 31 mil nos Estados Unidos, por exemplo. Em alguns países, o fornecimento de eletricidade para veículos elétricos é gratuito. “O Brasil vai permitir que seja de graça? ”, questionou.

Amauri Gentil reconheceu a importância das empresas do polo automotivo local e aconselhou: “Pensem em parcerias. Dividir tecnologia nunca é demais”.


Fonte: www.revistafatorbrasil.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade