Publicidade
MEIO FILTRANTE - Jaguar Land Rover abre fábrica na Eslováquia, a 5ª fora do Reino Unido

Esta notícia já foi visualizada 235 vezes.

Jaguar Land Rover abre fábrica na Eslováquia, a 5ª fora do Reino Unido

Data:26/10/2018

As demais estão na China, Índia, Austrália e no Brasil, em Itatiaia (RJ), inaugurada em 2016 

REDAÇÃO AB
 
A Jaguar Land Rover realizou na quinta-feira, 25, a cerimônia oficial de abertura de sua nova fábrica em Nitra, na Eslováquia, para a qual investiu € 1,4 bilhão e que está funcionando desde setembro. Esta é a quinta planta internacional do grupo – fora do Reino Unido – as outras quatro se encontram na China, inaugurada em 2014 por meio de uma joint venture, na Austrália, na Índia e no Brasil, cuja planta está localizada em Itatiaia (RJ) com operação desde 2016.

“A abertura da nova instalação de última geração da Jaguar Land Rover na Eslováquia marca a mais recente etapa no nosso programa de globalização. Nossa fábrica em Nitra fortalecerá nossas operações de fabricação e complementará as instalações existentes no Reino Unido, China, Brasil, Índia e Áustria”, declarou o CEO global da Jaguar Land Rover, Ralf Speth.

A unidade de Nitra recebeu investimento de € 1,4 bilhão e empregará 1,5 mil pessoas: até o fim de novembro, a empresa lançará sua segunda fase de recrutamento para a contratação de mais 850 pessoas. Todos os funcionários atuais e futuros passam por um programa de treinamento no exterior e equivale a um investimento adicional de € 7,5 milhões.

“Nossa força de trabalho diversificada traz uma riqueza de experiência de indústrias automotivas e outros segmentos. Tenho o prazer de dar as boas-vindas oficial à nossa equipe eslovaca para a família global da Jaguar Land Rover hoje”, completou o CEO durante a cerimônia de abertura da fábrica.

Com 300 mil metros quadrados de área construída, a unidade foi projetada para produzir 150 mil veículos por ano. Ela incorpora novas tecnologias de manufatura, como o sistema de transporte de chassi Pulse da empresa Kuka, que é 30% mais rápido do que os sistemas convencionais – é a primeira planta do grupo na Europa a utilizar o sistema. Ela também conta com um processo de pintura altamente automatizado.

A unidade é flexível e poderá no futuro permitir tecnologias que caracterizam a indústria 4.0, como sistemas inteligentes de produção conectada que usa dados em tempo real para resolver problemas e melhorar a eficiência, entrega e qualidade do processo.


Fonte: www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade