Publicidade
MEIO FILTRANTE - Ford diz que negociações com VW para parceria não têm limitação

Esta notícia já foi visualizada 175 vezes.

Ford diz que negociações com VW para parceria não têm limitação

Data:29/10/2018

A Ford Motor está em negociações sérias com a Volkswagen para ampliar a parceria para além dos veículos comerciais, de modo a ajudar a montadora americana a reverter as perdas na Europa e na América do Sul e a compartilhar os custos de tecnologia e de carros pequenos.

“Estamos tendo um amplo conjunto de discussões sobre como podemos ajudar uma à outra em todo o mundo”, disse Bob Shanks, diretor financeiro da Ford, em entrevista, na quinta-feira. “A colaboração não tem nenhum tipo de limitação, seja em tecnologia, segmentos de produto ou geografia.”

As negociações com a VW estão ocorrendo em um momento crucial para a Ford. As ações subiram quase 10 por cento depois que a empresa ultrapassou as estimativas de lucros, mas a montadora está se reestruturando globalmente e se afastou das metas de margem que havia estabelecido para 2020. A parceria com rivais é uma forma de reduzir custos e colocar novos carros e tecnologias no mercado mais rapidamente.

A Ford está em negociações semelhantes com a Mahindra & Mahindra para ampliar uma parceria que começou a desenvolver modelos para a Índia e outros mercados emergentes, entre eles veículos utilitários esportivos (SUV, na sigla em inglês) e carros elétricos.

“Com a VW e a Mahindra não colocamos limites em termos de onde podemos colaborar”, disse Shanks. “Estamos analisando os pontos fortes e as lacunas de cada empresa nos dois lados da mesa e tentando entender como podemos nos ajudar mutuamente.”

Reestruturação — O CEO da Ford, Jim Hackett, deu a entender que as parcerias estavam progredindo quando conversou com analistas na teleconferência sobre resultados da empresa.

“Esperamos compartilhar mais sobre este redesenho global da empresa”, disse Hackett, que está dirigindo uma reestruturação de US$ 11 bilhões da empresa. “Nós vamos entrar em contato com vocês com mais frequência, inclusive falaremos sobre essas parcerias estratégicas em breve.”

As ações da Ford registraram a maior alta em mais de nove anos na quinta-feira, depois que a empresa surpreendeu os investidores com lucros antes de impostos de US$ 2 bilhões na América do Norte, graças às vendas de picapes e SUVs de alta rentabilidade. O resultado é a primeira validação da controversa decisão da montadora de deixar de fabricar sedãs nos Estados Unidos.

Colaborações — Os acordos com a VW e a Mahindra poderiam melhorar ainda mais a perspectiva da Ford. Adam Jonas, analista do Morgan Stanley, prevê que a Ford perderá US$ 3,6 bilhões na Europa de 2019 a 2021, tornando-se a montadora menos rentável do mercado.

Na América do Sul, onde a VW também opera, a Ford perdeu mais de US$ 4 bilhões desde 2012. Compartilhar os custos para desenvolver carros e novas tecnologias com outra montadora pode ajudar a reverter essas perdas.

Entre em contato conosco e assine nosso serviço Bloomberg Professional. | Keith Naughton e Christoph Rauwald/Bloomberg.


Fonte:  www.revistafatorbrasil.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade