Publicidade
MEIO FILTRANTE - Drives reduzem emissões de diesel em porto no Brasil

Esta notícia já foi visualizada 163 vezes.

Drives reduzem emissões de diesel em porto no Brasil

Data:30/10/2018

Primeiro aplicado no mercado brasileiro, conversor de rede permite que navios desliguem seus geradores durante a pausa no porto

Quando um navio é ancorado, ele geralmente usa seus geradores a diesel para obter eletricidade para os suprimentos a bordo. No entanto, no Porto de Itajaí, as embarcações agora podem desligar os geradores enquanto estão ancoradas no porto, reduzindo as emissões dos gases poluentes NOx, SOx e CO2.

A Danfoss recentemente ajudou a instalar o chamado conversor de shore - um contêiner com o conversor de frequência incorporado VACON® NXC, que muda a frequência e a tensão da rede de 440V/60Hz para 415V/50Hz e sincroniza com a rede do navio. Assim, o drive converte eletricidade do porto para a tensão do navio. Tais soluções de conversão de rede para fornecimento do porto foram instaladas em dezenas de portos na Europa, onde a legislação em matéria de emissões está se tornando muito rigorosa.

O cliente da Danfoss é a Companhia Brasileira de Offshore (CBO), empresa de transporte marítimo que tem uma frota de 33 embarcações em operação e outros quatro navios em construção. “A solução do conversor de rede foi introduzida no cliente e eles reconheceram os benefícios. Dois dos seus navios foram ancorados por um longo período e, à medida que os navios eram fabricados no exterior, seus equipamentos elétricos na instalação funcionavam de maneira diferente da rede do porto. Portanto, as embarcações estavam funcionando com um gerador a diesel 24/7. Oferecemos grandes economias em custos de combustível e aluguel de geradores, sem mencionar as emissões de gases”, comenta Celso Faria, executivo de contas da Danfoss.

A solução tem um payback inferior a um ano e Faria espera que o uso da tecnologia seja ampliado no mercado latino. “Alguns concorrentes oferecem uma solução semelhante, mas o maior desafio foi que esta aplicada na CBO não é conhecida em nosso mercado. Agora, esperamos que nossa solução incentive novas tendências no mercado brasileiro, já que esta é a primeira instalação na América Latina no segmento Marítimo e Offshore.”

Vantagens do conversor de rede:

    Energia limpa - conversão elétrica/elétrica;
    Distorção harmônica de entrada baixa com Active Front End;
    Nenhum consumo de combustível;
    Sem emissões de SOx, NOx e CO2;
    Ruído muito baixo;
    Nenhuma vibração mecânica;
    Alta eficiência.



Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários desta notícia

Publicidade