Publicidade
MEIO FILTRANTE - Semana Lixo Zero acontece de 18 a 27 de outubro pelo Brasil

Esta notícia já foi visualizada 163 vezes.

Semana Lixo Zero acontece de 18 a 27 de outubro pelo Brasil

Data:31/10/2018

Ana Maria

Por Ciclo Vivo 

A cidade de São Paulo usa R$1,5 bilhões por ano da receita do município para coletar e encaminhar lixo. Este ano, o governo federal liberou R$2 bilhões para saneamento básico e isso vai servir 76 cidades.

Para esclarecer, resíduo não é lixo. Uma vez sabendo disso, saiba também que São Paulo produz cerca de 18 mil toneladas de resíduos sólidos por dia e que 12 mil delas são lixo doméstico que sai das nossas casas. Deste total, só 2,5% podem ser reciclados, uma realidade muito diferente de Tóquio, com índice de 50% de reciclagem, ou São Francisco e Los Angeles, com 65%.

Talvez você já tenha reduzido seu uso de embalagens, talvez você já recicle e já tenha mudado alguns hábitos de consumo, talvez até já faça compostagem. Mas aí você vai para o trabalho ou anda pelo bairro e pensa:

Como mudar a situação numa cidade como São Paulo?
Essa é uma pergunta que muitas cidades, muitos bairros e muitos cidadãos se fazem e como as  condições de resíduos são muito específicas dependendo da atividade econômica ou mesmo da região da cidade, surgiu a Semana Lixo Zero. Ela vai acontecer entre 18 e 27 de outubro em 50 cidades do Brasil, foi criada pelo Instituto Lixo Zero e trata do tema nicho a nicho, porque lixo hospitalar é diferente de resíduo de restaurante, que é diferente do resíduo gerado por uma escola que por sua vez usa soluções diferentes do que pode ser aplicado na indústria de construção civil. Está tudo conectado, tudo no mesmo planetinha, mas cada um tem que cuidar do seu “cada qual” de forma responsável, técnica e aderindo às muitas novas tecnologias que estão surgindo.

Por exemplo, você sabia que no bairro da Lapa já existe uma composteira da subprefeitura e eles estão testando receber o resíduo orgânico dos cidadãos (que representa em média 50% do resíduo que produzimos?). Você sabia que já existem tecnologias para transformar até o cocô de cachorro das nossas praças em gás que pode ser usado na cozinha? Sabia que existem máquinas que desfibrilam tecidos para que eles voltem a ser usados na indústria têxtil?

Lixo Zero em São Paulo
Este ano serão mais de 7 nichos na cidade, como escolas, eco-bairros, têxtil, moda e beleza, universidades, supermercados e restaurantes. Pessoas que se interessarem também podem aderir ao movimento e propor atividades entrando em contato através do Quero Causar.

As atividades são auto-geridas, mas apoiadas pelo Instituto Lixo Zero, a Casa Causa e as muitas empresas e pessoas com muito conhecimento que compõem a ABRAPS. Na comunicação, os Portais Ecoera e a Envolverde vão acompanhar o CicloVivo .

Objetivo
A meta é ter uma agenda consolidada e fazer uma Semana Lixo Zero onde a troca de conhecimentos seja intensa e visível para o público em geral. Assim podemos engajar cada vez mais pessoas na causa do #lixozerosp. Para isso, será ensinado, caso a caso e setor a setor, como reduzir o lixo e cuidar do resíduo.  
 


Fonte: Envolverde

Comentários desta notícia

Publicidade