Publicidade
MEIO FILTRANTE - USP e Secretaria de Energia e Mineração divulgam resultado do 1° Concurso de Projetos de Destinação de Áreas Mineradas para Utilização Econômica e Social

Esta notícia já foi visualizada 1075 vezes.

USP e Secretaria de Energia e Mineração divulgam resultado do 1° Concurso de Projetos de Destinação de Áreas Mineradas para Utilização Econômica e Social

Data:19/12/2018

Foram premiados dez projetos de alunos de sete diferentes universidades do Estado

A Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo apresentaram nesta segunda-feira, 17 de dezembro, durante um evento na USP os projetos vencedores do 1° Concurso de Projetos de Destinação de Áreas Mineradas para Utilização Econômica e Social.

“Está lançada aqui uma semente para um importante passo para a mineração no Estado de São Paulo. Estamos começando uma nova fase de viabilização da mineração num processo moderno, compatível com o meio ambiente e sobretudo geradora de trabalho, renda e oportunidade para o futuro”, afirmou o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles.

O concurso tem como objetivo difundir no meio universitário do Estado e na população em geral o conceito de que a mineração após cumprir sua missão de abastecer as cadeias produtivas com insumos minerais, podem ter novas aplicações de alto interesse social, econômico e turístico em áreas exauridas.

“Tivemos mais de 30 projetos inscritos, um sucesso total e fomos surpreendidos pela qualidade técnica dos trabalhos”, comentou o professor e chefe do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo da Poli/USP, Giorgio de Tomi

Puderam participar do concurso estudantes regularmente matriculados e cursando universidades em todo o estado de São Paulo.

“Através dos estudantes de diversas universidades, dos trabalhos inscritos estamos conseguindo desenvolver e trazer novas soluções para a mineração para ter um olhar diferente da sociedade”, disse o ex-subsecretário de Mineração da Secretaria de Energia e Mineração, José Jaime Sznelwar. 

Fizeram parte da  comissão julgadora membros do Ministério de Minas e Energia, Agência Nacional de Mineração,  Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo,  Comitê da Cadeia Produtiva da Mineração, Instituto Brasileiro de Mineração, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, Geoconsultoria Ltda., Secretaria de Energia e Mineração, Secretaria do Meio Ambiente,  Núcleo de Pesquisa para a Mineração Responsável da Universidade de São Paulo, Associação Nacional das Entidades de Produtores de Agregados para Construção Civil, Universidade Presbiteriana Mackenzie, Universidade Estadual de Campinas, Superintendência de Gestão Ambiental da Universidade de São Paulo, Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Ordem dos Advogados do Brasil – São Paulo, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo, Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo e Associação Paulista de Engenheiros de Minas.

Confira abaixo os trabalhos premiados:

 1º Lugar da Categoria Lavra a céu-aberto

Nome: Pedro Henrique Vogt Silveira

Instituição: Universidade de São Paulo (USP)

Título do trabalho premiado: “Lagos de mina: Alternativa emergencial de abastecimento público”

2º Lugar da Categoria Lavra a céu-aberto

Nome: Alberto L. de Freitas Neto, André Vilela Komatsu, Caroline L. Alves, Deborah A. Assad Bazo

Instituição: Universidade de São Paulo (USP)

Título do trabalho premiado: “Projeto de geração de energia elétrica através da tecnologia heliotérmica em cogeração com usina de biodiesel aplicada em áreas mineradas”

3º Lugar da Categoria Lavra a céu-aberto

Nome: Italo Soares Dos Santos e Laís Libanori da Silva

Instituição: Faculdades Metropolitanas Unidade (FMU)

Título do trabalho premiado: “Estudo da viabilidade da implementação de sistemas agroflorestais (SAFs) na recuperação de minas após o fechamento”

Nome: Ana Clara Brito dos Santos, Guilherme Stocco Joao, Alexandre Vilela Galhardo, Maria Eduarda Almeida Rodrigues, Rodrigo Barreto de Melo

Instituição: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Campus Itapeva

Título do trabalho premiado: “Morro do Ouro como Alternativa para o Ecoturismo”

 1º Lugar da Categoria Lavra Subterrânea e Lavra em Meia Encosta

WNome: Deborah Aparecida Assad Bazo

Instituição: Universidade de São Paulo (USP)

Título do trabalho premiado: “Resgate de minas: Educação ambiental, parque turístico e sustentabilidade”

2º Lugar da Categoria Lavra Subterrânea e Lavra em Meia Encosta

Nome: Cristiane da Costa Malta, Juliana Karoline Flores, Leticia Cecconello Alves, Patricia Maidana, Thalita Araujo

Instituição: Faculdades Metropolitanas Unidade (FMU)

Título do trabalho premiado: “Recuperação de áreas de mineração com uso de agroflorestas”

3º Lugar da Categoria Lavra Subterrânea e Lavra em Meia Encosta

Nome: Andrey Kenji Saito Nogueira e Diana Fonseca Arantes dos Santos

Instituicao: Universidade de Mogi das Cruzes

Título do trabalho premiado: “Proposta para destinação de áreas mineradas”

Categoria Prêmio NAP.Mineração de Mineração Sustentável    

Nome: Ana Paula Souza Santos, Felipe Silva Trindade, Juliana Campos Maia, Victoria Caroline Silveira Santos

Instituição: Faculdades Metropolitanas Unidade (FMU)

Título do trabalho premiado: “Estudo para utilização econômica e social da área da Pedreira walter em São Roque/SP”

Categoria Prêmio NAP.Mineração de Mineração Sustentável    

Nome: Técia Regiane Bérgamo, Janilci Serra Silva, Katrine Katiusse de Andrade, Erika Megumy Tsukada, Ivisson Bispo dos Santos

Instituições: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Universidade Metropolitana de Santos

Título do trabalho premiado: “A reabilitação das áreas desativadas por mineração de areia no município de Santos/SP”

Categoria Prêmio NAP.Mineração de Mineração Sustentável    

Nome: Paulo Benevides dos Santos

Instituição: UNIVESP

Título do trabalho premiado: “Áreas de parques incorporados urbanisticamente com a finalidade de áreas de lazer, cultura, turismo e entretenimento”



Fonte: Secretaria de Energia e Mineração /  www.energia.sp.gov.br



Comentários desta notícia

Publicidade