Publicidade
MEIO FILTRANTE - Sebrae MT e Centro Sebrae de Sustentabilidade compensam emissões

Esta notícia já foi visualizada 1788 vezes.

Sebrae MT e Centro Sebrae de Sustentabilidade compensam emissões

Data:21/12/2018

Com créditos de floresta. Instituição adere ao selo Forest Friend, adquirindo créditos de floresta para compensar as emissões de suas atividades em 2016 e dos principais eventos de 2017.

As emissões de gás carbônico equivalente (CO2e) das atividades da sede do Sebrae Mato Grosso e do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), no ano de 2016, da Feira do Empreendedor 2017, do CICLOS-Congresso Internacional de Sustentabilidade 2017 e Pantanal Cozinha Brasil 2017 foram compensadas com créditos de florestas do Programa Brasil Mata Viva (BMA), por meio do selo Forest Friend. Ao todo foram emitidos e compensados 124 ton CO2e. No certificado, o QR Code permite conhecer e monitorar as áreas com as quais o Sebrae MT e CSS estão contribuindo. A entrega do certificado ocorreu, na manhã do dia 20 de dezembro(quinta-feira), no CSS.

“Estamos unindo o discurso à prática. Queremos que esta ideia de créditos de floresta se propague e que empresários conscientes, adeptos da sustentabilidade, também adiram e ajudem a cuidar de nossos recursos naturais. Mato Grosso está amadurecendo na questão do desenvolvimento. O planeta e a vida agradecem”, afirmou Eliane Chaves, diretora técnica do Sebrae MT. As emissões do Sebrae MT e CSS continuarão a ser compensadas, nos próximos anos.

Até o momento, 35 empresas e instituições de MT, MS, SP e SC aderiram ao Forest Friend. Fora do Brasil, há adeptos na Finlândia, Holanda e Noruega. Empresas da França deverão ser as próximas a aderirem à compensação de suas emissões via créditos de floresta, informa Mauro Romani, um dos diretores do Forest Friend.

Este selo é uma iniciativa inovadora, que permite que a biodiversidade gere renda e valorize quem a preserva, assim como a sua própria preservação. Criado em Cuiabá, está há dois anos comercializando os créditos de floresta do BMA, que apoia 218 propriedades rurais certificadas na Amazônia por possuírem áreas de floresta e matas nativas, visando para mantê-las intocadas.

Os créditos de florestas são um novo ‘produto ’do bioma amazônico, segundo Márcio Romani, também diretor do selo. “Os proprietários contemplados pelo BMV e Forest Friend passam a ser produtores de crédito de florestas como são os produtores de grãos e pecuária”, disse ele na entrega da certificação ao Sebrae MT.

As quatro regiões abarcadas pelo programa são: Xingu (57 propriedades); Madeira (41 propriedades); Tele Pires (79 propriedades); e Arinos (42 propriedades). Ao todo o BMV contribui para a preservação de 390 mil ha da Amazônia, valorizando quem o preserva e levando tecnologia, consultorias e capacitação aos seus proprietários, visando agregar valor à produção agropecuária, sempre com foco na segurança ambiental. | Vanessa Brito



Fonte: www.revistafatorbrasil.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade