Publicidade
MEIO FILTRANTE - São Caetano também cria incentivo à GM

Esta notícia já foi visualizada 531 vezes.

São Caetano também cria incentivo à GM

Data:11/3/2019

Fábrica da GM em São Caetano receberá incentivos fiscais do município

Prefeitura oferece redução de IPTU, ISS e tarifa de água 

REDAÇÃO AB
 
No mesmo dia em que o governo de São Paulo anunciou a criação de programa de incentivos a montadoras no Estado, o IncentivAuto, a prefeitura de São Caetano do Sul também decidiu conceder benefícios tributários a fabricantes de veículos já instalados ou que queiram se instalar no município. Na prática, a medida foi criada sob medida para a GM, única montadora na cidade, que mantém lá sua mais antiga linha de produção no País, inaugurada em 1930. 

Segundo o prefeito José Auricchio Jr. (PSDB) disse ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a prefeitura já apresentou à GM proposta que prevê reduções do Imposto Sobre Serviços (ISS), Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e tarifa de água. Não foram revelados montantes nem porcentuais dos benefícios oferecidos, mas o prefeito adiantou que a renúncia fiscal deve chegar a 10% do que se esperava arrecadar da GM ao longo dos 10 próximo anos. Auricchio Jr. espera que a empresa apresente uma resposta no início da próxima semana. “A negociação está praticamente concluída, falta o OK final deles”, afirmou. Um projeto de lei deverá ser encaminhado à Câmara Municipal para aprovação. 

A concessão ocorre em meio ao processo de cortes de custos no País aberto pela GM em janeiro. Desde então a empresa conversa com as várias esferas governamentais para obter incentivos e créditos tributários devidos, encaminhou a fornecedores pedidos de redução de preços e iniciou negociações com funcionários para congelar reajustes salariais e eliminar benefícios, em troca de um novo plano de investimentos no País de R$ 10 bilhões de 2020 a 2024. Em São Caetano, no entanto, os empregados recusaram qualquer concessão antes de 2020, quando termina o atual acordo coletivo negociado em 2017.


Fonte: http://www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade