Publicidade
MEIO FILTRANTE - FEIPLASTIC 2019 traz um recorte dos principais desafios para a indústria do plástico na América Latina

Esta notícia já foi visualizada 779 vezes.

FEIPLASTIC 2019 traz um recorte dos principais desafios para a indústria do plástico na América Latina

Data:2/4/2019

Segundo entidades do setor na América Latina, sustentabilidade será a grande bandeira da indústria do plástico em 2019 com fomento de novas tecnologias

 

O plástico está presente no nosso cotidiano por meio de diferentes formas, cores e tamanhos, com aplicações dos produtos na construção civil, na indústria automobilística, em roupas, calçados, nos produtos de higiene, na medicina e cosméticos. No entanto, o grande desafio é criar soluções sustentáveis para que o impacto em relação ao meio ambiente seja minimizado.

 

Os países latino-americanos são um grande mercado para o produto. Por exemplo, no Chile o consumo é estimado em 51quilos por habitante/ano e na Argentina são 44 quilos. A preocupação da indústria do plástico é com as novas tecnologias e o destino final do produto entregue ao mercado.

 

Durante o fórum 2019 da ANIPAC - Associação Nacional das indústrias de plásticos (México), o presidente Aldimir Torres Arenas reforçou a importância do setor se unir e criar políticas para a solução dos resíduos. "Precisamos avançar para uma mesma rota, através de uma política abrangente em relação aos resíduos. Unir o governo, indústria e as organizações da Sociedade Civil, para procurar uma solução que seja benéfica para todos", frisou.

 

A Acoplasticos, entidade da indústria do plástico na Colômbia, recentemente produziu um documento com 50 recomendações políticas para impulsionar a indústria de transformação no país. “As nossas preocupações vão desde a regulação do mercado às novas promoções da ciência, a inovação e a tecnologia, além da preocupação ambiental”, explica o presidente da entidade, Daniel Mitchell.

 

No Brasil, entidades reforçam a necessidade de discutir aspectos urgentes dentro da indústria em relação à sustentabilidade e à implementação da indústria 4.0. Segundo o presidente da Abiplast – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, José Ricardo Roriz Coelho, neste ano o setor deve enfrentar o desafio de imagem do produto plástico e a feira auxilia a construir uma boa reputação. “Um evento como a FEIPLASTIC traz a possibilidade de divulgar ao grande público o que é a produção do plástico e a preocupação setorial em ter tecnologias que promovam a sustentabilidade. Várias iniciativas estão sendo realizadas no nosso setor no sentido de promover as vantagens desse material e a economia circular, como a Rede de Cooperação para o Plástico, que será apresentada para o público da feira”, afirma.

 

Tendo em vista esse cenário, em 2019, a FEIPLASTIC (Feira Internacional do Plástico) contará com uma ação especialmente direcionada à disseminação do uso do plástico em aplicações alinhadas às novas necessidades da sociedade e do mercado: o projeto Inova Plastic. “O projeto Inova Plastic vai possibilitar ao visitante da feira vivenciar o tema inovação de uma forma diferenciada, interativa e embasada em iniciativas colaborativas e em conteúdo, abordando várias vertentes da inovação para fomentar a competitividade da indústria do plástico”, ressaltou a gerente de Produto da FEIPLASTIC, Patrícia Oliveira.

 

Projeção internacional

 

Reconhecida internacionalmente por promover o contato direto entre os representantes dos principais nomes da indústria que compõem a cadeia produtiva do plástico e um público qualificado, formado por tomadores de decisão, a FEIPLASTIC espera, entre os dias 22 e 26 de abril, no Expo Center Norte, mais de 1.000 marcas do mundo tudo.

Nesta edição, expositores de quatorze países marcam presença no evento que abrange os principais pilares da inovação: tecnologias, negócios e conteúdos qualificados, garantindo uma visão panorâmica de todo o setor. Alemanha, Argentina, Estados Unidos, França, Itália, Portugal, Japão, Coréia do Sul, Índia, Turquia, Taiwan, Vietnã, China e Suíça trazem para o evento marcas como: Moldes RP (Portugal), Pringles San Luis AS (Argentina), Collin Lab&Pilot Solutions GMBH (Alemanha) e Buss AG (Suiça).

Dos 56 mil visitantes, cerca de 86% são da América do Sul, 6% Europa, 4% América do Norte, 2% África e 2% Ásia. A FEIPLASTIC conta com o apoio de grandes associações internacionais na América do Sul: AIUP – Cámara de Industrias del Uruguay; ANIPAC – Asociación Nacional de Industrias del Plástico, A.C; CAIP – Camara Argentina De La Industria Plastica; e ACOPLASTICOS, da Colômbia.

 

Além do acesso às informações sobre inovação e sustentabilidade na indústria do plástico, na FEIPLASTIC 2019, os visitantes contarão com uma agenda completa de atividades que possibilitarão a realização de novos negócios e a formação de network qualificado. Para saber mais sobre a FEIPLASTIC e o projeto Inova Plastic, acesse: www.feiplastic.com.br

 

Sobre a FEIPLASTIC

 

A primeira edição foi realizada em 1987, como BRASILPLAST, com o apoio da ABIPLAST, e a partir de 2013 se internacionalizou como FEIPLASTIC, o evento mais importante e tradicional da América do Sul. A FEIPLASTIC sempre teve como missão disseminar conteúdo e atualizar seu público com as principais tecnologias e inovações da indústria do plástico. É a única feira que representa toda a cadeira produtiva do plástico, com players desde a matéria-prima, máquinas até reciclagem, proporcionando aos seus visitantes e expositores um ambiente favorável para geração de negócios e networking qualificado.


Fonte: Assessoria de imprensa

Comentários desta notícia

Publicidade