MEIO FILTRANTE - BASF e Greentech montam laboratório para impulsionar a inovação e sustentabilidade de laminados sintéticos
Esta notícia já foi visualizada 1375 vezes.



BASF e Greentech montam laboratório para impulsionar a inovação e sustentabilidade de laminados sintéticos

Data:18/6/2019

- Novo centro de pesquisa desenvolverá processos mais eficientes e sustentáveis de fabricação de laminados sintéticos de qualidade

-  Soluções inovadoras da BASF melhorarão a durabilidade e o acabamento do laminado sintético como alternativa ao couro

 

A indústria química BASF e a Greentech, renomada fabricante chinesa de laminados sintéticos, assinaram um Memorando de Entendimento visando inaugurar um laboratório de desenvolvimento conjunto. Situado no centro de pesquisa da Greentech, em Jiangsu, China, o novo laboratório terá o foco na fabricação de laminado sintético de forma mais eficiente e sustentável, com as soluções inovadoras da BASF. A instalação também servirá como uma plataforma para as duas empresas desenvolverem protótipos que poderão ser comercializados para várias aplicações.

O laboratório conjunto baseia-se na colaboração de longo prazo entre as duas empresas. A BASF terá o foco em know-how técnico, desenvolvimento de produtos e produção de soluções de poliuretano, enquanto a Greentech será responsável pela pesquisa e desenvolvimento de laminado sintético, como alternativa ao couro, para uma ampla variedade de indústrias, como automotiva, bens de consumo e indústria moveleira.

“O uso generalizado de opções ao couro em produtos de uso diário e a busca por materiais ecológicos levaram à crescente demanda por processos de fabricação de produtos mais inovadores e sustentáveis. Desde 2014, trabalhamos com a Greentech para melhorar o desempenho e o desenvolvimento dos laminados sintéticos”, afirma Manfred Pawlowski, chefe do setor de bens de consumo do negócio de Materiais de Performance, da BASF Ásia-Pacífico. “Por meio de uma sólida troca de tecnologias, criamos muitas soluções de última geração e vamos continuar acelerando nossos esforços para melhorar a qualidade, textura e aparência do laminado sintético”, disse

Recentemente, a BASF fez melhorias significativas nas técnicas de fabricação desse tipo de material, com a introdução de solventes não-orgânicos feitos sem o uso de compostos orgânicos baseados no estanho, que também são complementares aos top coats à base d´água - uma solução que é parte integrante do processo de produção.

“Nós nos aproximamos da BASF para a colaboração, pois queríamos usar sua expertise no desenvolvimento de laminado sintético sustentável, sem o uso de compostos orgânicos baseados no estanho ou outras tecnologias baseadas em solventes. Através da unidade de pesquisa conjunta com a BASF, esperamos desenvolver inovações revolucionárias que atendam e superem as expectativas de nossos clientes para a nova geração de laminados sintéticos”, comentou Gao, presidente da Suzhou Greentech Material Co. Ltd.



Fonte: Assessoria de imprensa

Comentários desta notícia

Publicidade