MEIO FILTRANTE - Déficit na balança de autopeças soma US$ 1,7 bilhão
Esta notícia já foi visualizada 1259 vezes.



Déficit na balança de autopeças soma US$ 1,7 bilhão

Data:25/6/2019

Valor acumulado até maio caiu 40% ante iguais meses de 2018 por causa da retração nas importações de componentes 

REDAÇÃO AB
 
A balança comercial de autopeças registrou déficit de US$ 1,7 bilhão no acumulado de janeiro a maio. O valor permanece 40% menor que o anotado nos mesmos cinco meses do ano passado, assim como já acontecia no acumulado até abril. A balança se tornou menos deficitária em 2019 pela queda de 17,9% nas importações, em parte como efeito da crise argentina.

As compras externas somaram US$ 4,8 bilhões. As vendas ao exterior cresceram apenas 2% ao somar US$ 3,1 bilhões. As exportações também sofrem os efeitos da retração na Argentina. Os números foram divulgados pelo Sindipeças, entidade que reúne os fabricantes do setor.
 
É verdade que a Argentina ultrapassou os Estados Unidos e voltou a ser o principal destino das autopeças brasileiras no acumulado até maio, mas os US$ 666,8 milhões enviados ao país vizinho no período resultaram em queda de 29,8% ante os mesmos cinco meses do ano passado.

As exportações para os Estados Unidos somaram US$ 664,1 milhões e cresceram 19,6%. Os embarques para o México superaram os US$ 390 milhões e anotaram alta de 22,3%.

No caminho oposto, a China permanece como principal fornecedor de autopeças para o Brasil, com 14,7% de participação, mas os US$ 710,1 milhões negociados resultaram em queda de 2,8% ante iguais meses do ano passado. Houve quedas mais expressivas nas importações de outros fornecedores tradicionais. As compras da Alemanha recuaram 12,4%, as dos Estados Unidos caíram 29,1% e as do México, 32,5%.


Fonte: http://www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade