MEIO FILTRANTE - Instituto de Química da Unesp inaugura laboratórios em Araraquara
Esta notícia já foi visualizada 576 vezes.



Instituto de Química da Unesp inaugura laboratórios em Araraquara

Data:13/8/2019


A ação contou com a presença da professora Gladis Massini-Cagliari, pró-reitora de graduação da Unesp, e do professor Eduardo Maffud Cilli, diretor do IQ, acompanhados por vários professores da unidade.

“O programa (I)NOVAGrad é voltado para inovação na graduação, em várias facetas. Ele estimula inovação dos espaços de aprendizagem, dos currículos, das grades curriculares e da maneira de pensar a estruturação do curso. Enfim, tudo voltado à formação dos alunos”, ressaltou a docente Gladis Massini-Cagliari.

“A iniciativa permitiu a inauguração de laboratórios no Instituto de Química, que aumentará ainda mais a excelência dos cursos. Os dois laboratórios também permitem, além das atividades de ensino normais, o desenvolvimento de ações de extensão”, destacou Eduardo Maffud Cilli.

Estrutura

O Laboratório de Microbiologia dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Química também poderá ser utilizado pelos cursos de Engenharia Química e pós-graduação em Química e Biotecnologia. O espaço permite a oferta da disciplina de Microbiologia, que faz parte dos objetivos da Nova Estrutura Curricular dos cursos de Química que deve ser implantada até o fim de 2020.

Vale destacar que a Sala de Práticas Ativas da Engenharia Química possui simuladores de processos químicos, tais como o software da AspenTech, o SuperPro Designer, o Autocad, o Autocad Plant 3D e o Simulink/Matlab, que atendem doze disciplinas do 7º ao 9º semestre do curso.

“O espaço é extremamente importante para diversas disciplinas porque, com o formato e a dinâmica que conseguimos trabalhar aqui, preparamos os futuros engenheiros para uma situação muito semelhante em relação ao que encontrarão no campo de trabalho”, salientou a professora Maria Angélica Martins Costa, chefe do Departamento de Bioquímica e de Tecnologia do IQ.

“Criamos a sala tendo a visão de que o estudante trabalhe mais na área de projetos. Para que ele consiga interagir mais com projetos e, assim mesmo, o professor também interaja melhor com aluno, resolvendo questões do dia a dia”, avaliou a professora Kelly Johana Dussán Medina, coordenadora do curso Engenharia Química do IQ.

Comentários desta notícia

Publicidade