MEIO FILTRANTE - Fábrica inteligente da Schneider Electric, na Indonésia, é reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial como farol da 4ª Revolução Industrial
Esta notícia já foi visualizada 878 vezes.



Fábrica inteligente da Schneider Electric, na Indonésia, é reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial como farol da 4ª Revolução Industrial

Data:16/8/2019

A fábrica em Batam, na Indonésia, é a terceira Fábrica Inteligente da Schneider Electric a ser reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial como um centro de produção avançado

A Smart Factory de Batam (Indonésia) da Schneider Electric, líder global na transformação digital em gestão da energia elétrica e automação, foi reconhecida como um modelo de referência (Advanced Lighthouse) para a 4ª Revolução Industrial pelo Fórum Econômico Mundial, durante a 13ª edição do Annual Meeting of the New Champions (AMNC). A fábrica de Batam é a terceira das plantas da Schneider Electric a receber este reconhecimento, juntando-se à de Le Vaudreuil, na França, e à de Wuhan, na China.

A Smart Factory de Batam abre caminho para a transformação digital na Ásia

A fábrica em Batam implementou, de forma abrangente, uma ampla gama de tecnologias de IIoT (Industrial Internet of Things), incluindo sensores inteligentes, gestão de alarmes preditivos, benchmarking das instalações e realidade aumentada, para criar uma força de trabalho capacitada e com mais visibilidade sobre as operações, a manutenção e a utilização de energia. Com o objetivo de reduzir os custos de manutenção e em simultâneo aumentar a eficiência global dos equipamentos, a fábrica tem registrado uma redução do tempo de inatividade das máquinas na ordem dos 44%, durante um ano.

Adicionalmente, a fábrica potencializa a convergência de TI/TO, implementando ferramentas digitais como a gestão do planejamento e da programação, que oferecem uma visão end-to-end sobre a procura, alinham todos os parceiros e envolvem todos os trabalhadores, resultando numa melhoria de 40% no tempo de entrega.

Por outro lado, a fábrica serve também como plataforma de testes para Machine Learning, Inteligência Artificial, manutenção preditiva e digital, e a conectividade de máquinas e processos. Com a integração de Big Data, cloud e tecnologias IIoT, a fábrica de Batam está abrindo o caminho para que outras organizações na Ásia possam avançar em direção à sua própria transformação digital e para se tornarem mais energeticamente eficientes e mais sustentáveis em longo prazo.

Segundo o Fórum Econômico Mundial, a fábrica inteligente da Schneider Electric, em Batam, reflete o sucesso da empresa na hora de adotar, à escala, as tecnologias da 4ª Revolução Industrial e o impacto que conseguiu gerar até a data. Fazer parte desta comunidade global de modelos de referência do Fórum Económico Mundial significa que a Schneider Electric poderá partilhar conhecimentos e melhores práticas com outras entidades e dessa forma criar novas colaborações, algo que, de resto, já faz por meio do seu Programa Smart Factory.

A transformação digital da cadeia de distribuição 4.0 adaptada, sustentável e conectada

A Schneider Electric lançou nove fábricas inteligentes distribuídas entre Estados Unidos, México, França, Índia, Indonésia e Filipinas. Essas fábricas são o núcleo da transformação digital da sua cadeia de distribuição 4.0 – conectadas, sustentáveis e adaptadas -, que tiram partido da digitalização por meio de sua plataforma e arquitetura EcoStruxure em todas as operações, para oferecer integração e visibilidade end-to-end e melhorar seu rendimento.

"Compreendemos o valor da IIoT e o impacto de negócio positivo que a inovação e a digitalização podem trazer às nossas operações – particularmente na nossa cadeia de distribuição global. Somos o vivo exemplo de como as nossas soluções EcoStruxure proporcionam vantagens aos nossos clientes, porque temos os mesmos benefícios nas nossas operações", afirma Mourad Tamoud, executive vice-president, Global Supply Chain da Schneider Electric. "Utilizando as nossas fábricas inteligentes como exemplo, podemos demonstrar este valor em tempo real, mostrar as soluções em funcionamento e partilhar os benefícios tangíveis que nós próprios recebemos do nosso investimento em IIoT, à medida que aceleramos a transformação digital da nossa cadeia de distribuição 4.0 conectável, sustentada e adaptada."

A Schneider Electric foi recentemente colocada na 11ª posição do ranking Supply Chaing Top 25 da Gartner para 2019, tendo vencido também o Industrial Manufacturing Supply Chainnovator Award, pela mesma organização que "reconhece iniciativas não convencionais, inovadoras e de alto impacto na cadeia de distribuição, no setor da produção industrial".

EcoStruxure, a base do sucesso

O Programa Smart Factory da Schneider Electric tem por base a plataforma EcoStruxure, que engloba produtos conectados, edge control e aplicações, analítica e serviços digitais, que auxiliam os decisores e gestores a digitalizarem suas operações de forma rápida, pouco dispendiosa e com um rápido retorno de investimento.

"Dar os primeiros passos na direção da transformação digital pode parecer assustador, mas a nossa arquitetura e plataforma EcoStruxure for Industry torna mais fácil o início, digitalizando as máquinas e os processos, ao mesmo tempo que maximiza os recursos neste ambiente em rápida evolução", afirma Peter Herweck, executive vice-president, Industrial Automation da Schneider Electric.



Fonte: Assessoria de imprensa

Comentários desta notícia

Publicidade