MEIO FILTRANTE - ZF completa primeiro ano do centro de competência global na América do Sul
Esta notícia já foi visualizada 872 vezes.



ZF completa primeiro ano do centro de competência global na América do Sul

Data:1/11/2019

Unidade é responsável por coordenar o desenvolvimento de eixos para os mercados atendidos pela ZF

REDAÇÃO AB

O centro de competência global da ZF na América do Sul acaba de completar seu primeiro ano de operações: localizado no complexo industrial da companhia em Sorocaba (SP), o centro é o responsável por coordenar o desenvolvimento de eixos para todos os mercados atendidos pela ZF no mundo.

O local também é o único da empresa no mundo onde são concentrados os trabalhos de desenvolvimento de eixos para aplicação em máquinas e equipamentos agrícolas. Em um ano, a equipe de engenheiros no Brasil, integrada aos outros centros de desenvolvimento no mundo, vem concentrando esforços para personalizar soluções em eixos agrícolas para a China, além de manter negociações avançadas em novos designs para mercados na Europa e nos países da América do Sul. Com foco nesses mercados, foram criados centros de engenharia correspondentes na China e também na Índia.

“Com isso, podemos contribuir para que outros países também consigam aumentar a produtividade na produção de alimentos no campo, tendo a experiência brasileira como modelo”, comenta Paulo Vecchia, diretor de negócios da unidades de sistemas off-road na América do Sul.

Houve ainda um aumento considerável de serviços de engenharia de cálculos estruturais e engrenagens, conjuntos diferenciais, coroa e pinhão e adicionalmente o direcionamento de co-designs de projetos de eletrificação com a equipe de desenvolvimento da Alemanha. Com todas essas novas atividades, de 2018 até agora, o aumento de horas de engenharia dedicadas à projetos da Alemanha e da China por exemplo, é de 80%.

“Neste ritmo acelerado de trabalho, há diversos novos projetos em todos os estágios de desenvolvimento, desde conceitos até a fase de testes. Há também inovações no campo de inteligência artificial, digitalização e eletrificação, alguns ainda estão em fase de conceito e outros em testes: em breve, serão apresentadas ao mercado. Podemos dizer que estamos conquistando novos clientes com presenças regionais e ampliando nossa presença nos clientes globais”, conclui Vecchia.



Fonte: www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade