MEIO FILTRANTE - Produção em outubro é a maior em 14 meses
Esta notícia já foi visualizada 310 vezes.



Produção em outubro é a maior em 14 meses

Data:7/11/2019

Fábricas aceleraram ritmo para preparar estoques de fim de ano

As fábricas aceleraram o ritmo e em outubro a produção de veículos no País atingiu o maior volume dos últimos 14 meses, segundo dados de desempenho da indústria divulgados pela associação dos fabricantes, a Anfavea, na quarta-feira, 6. Foram produzidas no mês o total de 288,5 mil unidades, em alta de 16,6% sobre setembro e de 9,6% na comparação com outubro de 2018. O movimento é entendido como uma preparação de estoques para o fim do ano que se aproxima, quando boa parte das linhas são paralisadas e os funcionários entram em férias coletivas.

Apesar da produção recorde do ano em outubro, nos 10 meses acumulados de 2019 o crescimento é bem mais moderado: de janeiro até o fim do mês passado foram produzidos 2,55 milhões de veículos no País, número apenas 3,6% acima do registrado no mesmo período de 2018. A drástica redução das exportações para a Argentina, principal destino das vendas externas do setor, puxou para baixo o ritmo das fábricas brasileiras, que este ano ficaram mais dependentes do mercado doméstico.

“Este ano, por causa da crise na Argentina, a produção não vai atingir os 3 milhões de veículos, deverá ficar em torno de 2,9 milhões com crescimento de 2% a 3% sobre 2018. O recorde do ano em outubro é um movimento natural para reforçar os estoques antes das paradas de fim de ano, os números estão em linha com nossas previsões”, afirma Luiz Carlos de Moraes, presidente da Anfavea.

Com a aceleração da produção em outubro, os estoques subiram de 348,6 mil para 365,1 mil veículos estacionados à espera de compradores, o equivalente a 43 dias de venda, a persistir a cadência de emplacamentos verificada no mês passado. Mas os volumes cresceram mais nos pátios das montadoras, de 148,6 mil em setembro para 173,6 mil unidades em outubro, comprovando a clara intenção da indústria de se antecipar à demanda de fim de ano. Nas concessionárias os estoques até caíram, de 200 mil para 191,5 mil veículos.

O nível de emprego nas fabricantes de veículos ficou estável em outubro, com 127,7 mil trabalhadores no País. O contingente atual é 2,8% abaixo dos 131,4 mil empregados um ano atrás. A redução é explicada quase que inteiramente pelo fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP), concluída no fim do mês passado.




PEDRO KUTNEY, AB
Fonte: www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade