MEIO FILTRANTE - BYD entrega 15 ônibus elétricos em São Paulo
Esta notícia já foi visualizada 723 vezes.



BYD entrega 15 ônibus elétricos em São Paulo

Data:21/11/2019

São Paulo agora conta com a maior frota de ônibus elétricos no Brasil, até agora


Lote torna a capital paulista a cidade com a maior frota do tipo no Brasil

REDAÇÃO AB
 
A fabricante de veículos elétricos BYD entregou na terça-feira, 19, uma frota com quinze ônibus elétricos em São Paulo, para a Transwolf, uma das operadoras do transporte público de passageiros da cidade. Os modelos D9W foram encarroçador por Caio e Marcopolo e rodarão na linha 6030-10, que faz o trajeto entre- Unisa Campus 1 e Terminal Santo Amaro, na Zona Sul. O lote torna a capital paulista a cidade com a maior frota do tipo no Brasil.

Cada ônibus elétrico possui 250 quilômetros de autonomia, o que permite que ele rode durante todo o dia. À noite, a frota retornará para a garagem, onde serão recarregados. A carga total se dá num período de até quatro horas e a energia a ser utilizada no abastecimento virá da geração por meio de fazenda solar.

Antes da venda efetiva do lote, uma unidade do ônibus elétrico operou em caráter de teste no mesmo trajeto em que os demais ônibus passarão a fazer sua operação. O processo, coordenado pela SPTrans, responsável pela gestão do sistema de transporte público em São Paulo, levou em conta o menor custo para dispor da energia elétrica no local de abastecimento, o percurso, a quilometragem diária por veículo, o número de passageiros transportados, a frota e a distância entre a garagem e o ramal elétrico.

De acordo com a fabricante, os ônibus elétricos D9W têm custo operacional 70% menor que um ônibus convencional a diesel e seu gasto com o abastecimento elétrico chega a ser equivalente 25% do que a de um veículo a diesel. O número reduzido de peças do veículo 100% elétrico também reduz o custo com a necessidade de manutenção, o que proporciona maior disponibilidade do veículo em comparação ao convencional à combustão.

Segundo a BYD, cada ônibus elétrico deixará de emitir 110 toneladas de CO2 por ano, que é o volume equivalente a um ônibus convencional a diesel e que utiliza 90 litros por dia de operação.

“A Europa está se consolidando como um importante mercado, com mais de 1 mil unidades em operação ou encomendados. No Chile já são mais de 180 ônibus 100% elétricos em operação. No Brasil, a chegada dos ônibus à São Paulo, a maior cidade do País, é um marco desta expansão também na América Latina”, afirma o presidente da BYD Brasil, Tyler Le.

TECNOLOGIA ELÉTRICA

Os chassis da BYD foram montados na fábrica da empresa localizada em Campinas (SP). Com capacidade para transportar 29 pessoas sentadas e 51 em pé, incluindo espaço para cadeirante, os ônibus são equipados com bateria de ferro-lítio, o que segundo a companhia, é a única que, em contato com o oxigênio, não explode, não pega fogo e não possui metais pesados em sua composição.

As baterias do lote serão utilizadas por 15 anos e depois poderão ser utilizadas em sistemas de armazenamento de energia.

Os veículos possuem ainda freios a disco regenerativos, cuja energia cinética permite a alimentação e abastecimento do sistema de baterias. Equipados com ABS nas rodas dianteiras e traseiras, os veículos possuem ainda suspensão pneumática, sistema de rebaixamento bilateral (ECAS), que permite o rebaixamento da suspensão para o nível das plataformas na hora do embarque e desembarque, além de especificações estabelecidas pela SPTrans, como ar condicionado, Wi-Fi, tomadas USB, piso baixo, monitoramento por câmeras e itinerários eletrônicos em led. Os veículos são acessíveis por cadeirante por meio de rampas.



Fonte: www.automotivebusiness.com.br 

Comentários desta notícia

Publicidade