MEIO FILTRANTE - Produção da indústria do Brasil tem melhor setembro em dois anos
Esta notícia já foi visualizada 511 vezes.



Produção da indústria do Brasil tem melhor setembro em dois anos

Data:27/11/2019

O resultado de agosto representa um avanço de 1,2% em comparação à leitura anterior, de alta de 0,8%. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a alta foi de 1,1% em setembro



A produção da indústria nacional cresceu 0,3% entre agosto e setembro deste ano, impulsionada, em sua maior parte, pela produção de veículos automotores. Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Trata-se da segunda alta mensal consecutiva de 2019 e do melhor mês de setembro em 2 anos. O resultado de agosto representa um avanço de 1,2% em comparação à leitura anterior, de alta de 0,8%. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a alta foi de 1,1% em setembro. Trata-se, ainda, do primeiro resultado positivo após 3 meses de índices negativos consecutivos, dentro dessa base de análise.

País registrou alta de 0,3% no 3º trimestre

Na análise dos últimos 12 meses, foi observado que a produção industrial, ainda que tenha apresentado ligeira queda da intensidade de perda, passando de -1,7% em agosto para 1,4% entre agosto e setembro, se manteve acima do registrado em julho (-1,3%).

Após o resultado positivo em setembro, o setor industrial chegou ao fim do terceiro trimestre do ano com alta de 0,3% em relação ao semestre anterior. Foi o primeiro crescimento desde o terceiro trimestre de 2018, após queda de 0,4% no primeiro trimestre, 0,5% no segundo trimestre e 1,4% no quarto trimestre do ano passado.

Onze ramos registraram alta na produção em setembro

De acordo com o IBGE, 11 segmentos da indústria brasileira registraram alta no processo produtivo em setembro. O resultado otimista foi reflexo, principalmente, do avanço da produção de veículos automotores, carrocerias e reboques, que cresceu 4,3% em setembro contra a queda de 2,4% em agosto.

Outros ramos que também apresentaram resultados positivos entre agosto e setembro são os de móveis (9,4%), de artigos de vestuário e acessórios (6,6%), de produtos de metal (3,7%), de bebidas (3,5%), de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (3%) e de produtos de material plástico e de borracha (1,4%).

Entre os grandes segmentos econômicos, os melhores resultados foram os de produção de bens de consumo duráveis (2,3%). A produção de bens intermediários cresceu 0,2% e a de bens de consumo semi e não-duráveis cresceu 0,5%.

Indústrias impactam o crescimento econômico com aporte de máquinas de usinagem

O crescimento de diversos setores da indústria é suportado por usinas e fábricas que fornecem maquinário, equipamentos e máquinas de usinagem para grandes processos.

As empresas são extremamente importantes para o progresso industrial, por vezes indiretamente, como é o caso de fornecedores de componentes, como maquinários, equipamentos que auxiliam nos processos industriais e ajudam a fomentar o avanço de resultados positivos como um todo.

A indústria brasileira é intrínseca ao crescimento do país, e parte disso se justifica pelos produtos fabricados e distribuídos, sejam componentes ou matérias-primas. O momento otimista vivido pelo segmento se dá em decorrência de usinas que auxiliam outras fábricas em seus processos produtivos.

Alltech fornece tudo o que a indústria precisa em máquinas de usinagem

O Grupo Alltech fornece peças, componentes e máquinas de usinagem para que fábricas e empresas produzam de forma mais eficiente e com qualidade, alcançando sucesso e se diferenciando frente à concorrência.

Navegue pelo site para conhecer mais sobre a Alltech e seu catálogo de equipamentos.



Website: https://www.grupoalltech.com.br/


Fonte: http://noticias.dino.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade